Funcionamento da via auditiva e da linguagem em gêmeas monozigóticas com características de mutismo seletivo

Autores

  • Renata Aparecida Leite Mestranda pelo Programa de Pós-graduação em Fisiopatologia Experimental da FMUSP. Fonoaudióloga colaboradora do Laboratório de Investigação Fonoaudiológica em Potenciais Evocados Auditivos em Tronco Encefálico
  • Luciene Stivanin Mestranda pelo Programa de Pós-graduação em Fisiopatologia Experimental da FMUSP. Fonoaudióloga supervisora do Laboratório de Investigação Fonoaudiológica em Linguagem Infantil e Cognição do Curso de Fonoaudiologia da FMUSP
  • Christian César Cândido de Oliveira Mestrando pelo Programa de Pós-graduação em Fisiopatologia Experimental da FMUSP. Fonoaudiólogo da equipe de Enfermaria de Álcool e Drogas para Adolescentes do Serviço de Psiquiatria da Infância e Adolescência do Hospital das Clínicas da FMUSP
  • Caroline Rondina Fonoaudióloga Especializada em Audiologia Clínica pelo Curso de Fonoaudiologia do Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional da FMUSP
  • Carla Gentile Matas Professora Doutora do Curso de Fonoaudiologia do Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional da FMUSP; Docente do programa de Pós-graduação em Fisiopatologia Experimental da FMUSP
  • Claudia Inês Scheuer Professora Doutora do Curso de Fonoaudiologia do Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional da FMUSP; Docente do programa de Pós-graduação em Fisiopatologia Experimental da FMUSP

DOI:

https://doi.org/10.34024/rnc.2005.v13.8831

Palavras-chave:

Potenciais evocados auditivos, Plasticidade neuronal, Linguagem infantil, Terapia de linguagem

Resumo

Introdução: Estruturas do sistema nervoso central podem sofrer modificações funcionais com estimulação. Objetivo: O objetivo deste estudo foi verificar possíveis modificações nos achados audiológicos após intervenção fonoaudiológica em comunicação e linguagem. Métodos: Gêmeas univitelinas com alteração de linguagem foram submetidas às medidas de imitância acústica, audiometria vocal e potencial evocado auditivo de tronco encefálico antes e após quatro meses de intervenção fonoaudiológica. Resultados: Na primeira avaliação audiológica, uma das crianças apresentou alteração da via auditiva no tronco encefálico à direita associado à perda auditiva condutiva. A outra criança apresentou potencial evocado auditivo de tronco encefálico compatível com perda auditiva condutiva à direita. Na segunda avaliação audiológica, houve melhora no potencial evocado auditivo de tronco encefálico em ambas as crianças. Conclusões: Ocorreram modificações nos potenciais evocados auditivos de tronco encefálico em gêmeas monozigóticas com alterações de linguagem após intervenção fonoaudiológica, podendo estas serem decorrentes de plasticidade neuronal.

Métricas

Carregando Métricas ...

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

DSM-IV, Diagnostic And Statistical Manual Of Mental Disorders. 4nd ed. Washington: Copyright. American Psychiatric Association, 1994.

Kristensen H, Torgersen S. MCMI-II personality traits and symptom traits in parenes of children with selective mutism: a case-control study. J Abnorm Psychol 2001; 110:648-652.

Dodd B, Mcevoy S. The communication abilities of 2-to-4-years-old twins. Eur J Disord Commun 1994; 21:273-289.

Bishop DVM, Bishop SI. Twin Language: A risk factor for language impairment. J. Speech Lang Hear Res 1998; 41:150-160.

Thorpe K, Rutter M, Greenwood R. Twins as a natural experiment to study the causes of mild language delay. II: Family Interaction Risk Factors. J Child Psychol & Psychiat 2003;44:342-355.

Wible B, Nicol T, Kraus N. Correlation between brainstem and cortical auditory processes in normal and languageimpaired children. Brain 2005; 128(2): 417-423.

Kraus N. Auditory pathway encoding and neural plasticity in children with learning problems. Audiol. Neurootol.2001;6:221-227.

Kraus N. Speech sound perception, neurophysiology, and plasticity. Int J Pediatr Otorhinolaryngol 1999;47:123-129.

Grafman J. Conceptualizing Functional Neuroplasticity J Commun Disord 2000; 33:345-356.

Karni A. Adult cortical plasticity and reorganization. Sci Méd 1997; 24-33.

Matas CG, Frazza MM, Munhoz MLL. Aplicação do potencial auditivo de tronco encefálico em audiologia pediátrica. In: Basseto MCA, Brock R, Wajnsztejn R (eds). Neonatologia. Um convite à atuação Fonoaudiológica. São Paulo: Editora Lovise, 1998. p 301-310.

Posner MI. Imaging a Science of mind. Trends Cogn Sci 2003; 7(10): 450-453.

Downloads

Publicado

2005-06-30

Como Citar

Leite, R. A., Stivanin, L., Oliveira, C. C. C. de, Rondina, C., Matas, C. G., & Scheuer, C. I. (2005). Funcionamento da via auditiva e da linguagem em gêmeas monozigóticas com características de mutismo seletivo. Revista Neurociências, 13(2), 74–79. https://doi.org/10.34024/rnc.2005.v13.8831

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.