Forame Oval Patente e AVC Criptogênico

situação do PC-trial no Brasil e no mundo

Autores

  • Marcia Maiumi Fukujima Neurologista, doutora, Disciplina de Medicina de Urgência da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), investigadora do PC-trial
  • Célia Maria Camelo Silva Cardiologista, doutora, Disciplina de Cardiologia, UNIFESP, investigadora do PC-trial
  • Carlos Eduardo Bernini Kapins Especializando em Cardiologia Infantil, Disciplina de Cardiologia, UNIFESP, colaborador do PC-trial
  • Antonio Carlos Carvalho Cardiologista, Professor Titular, Chefe da Disciplina de Cardiologia, UNIFESP, investigador do PC-trial
  • PC trial Study Group

DOI:

https://doi.org/10.34024/rnc.2006.v14.8758

Palavras-chave:

forame oval patente, doença cerebrovascular, ensaio clínico

Resumo

Introdução: Vários estudos têm mostrado a associação entre AVC criptogênico e forame oval patente (FOP), mas ainda não está definido como prevenir recorrência de eventos. O PC-trial é um ensaio clínico multicêntrico que compara a eficácia do fechamento percutâneo do FOP com tratamento clínico em pacientes com embolia criptogênica e está em andamento. O objetivo deste manuscrito é descrever a localização dos centros e o número de pacientes incluídos. Método: No PC-trial o fechamento percutâneo é feito com Amplatzer PFO occluder. A randomização é estratificada de acordo com a idade, presença de aneurisma de septo atrial e número de eventos embólicos antes da randomização. Resultado: O recrutamento iniciou-se com 20 pacientes em 2000. Trinta e dois centros de 11 países tiveram aprovação dos comitês de ética locais e 27 centros estão incluindo pacientes. Até o momento, 278 pacientes foram incluídos. Discussão: A resposta sobre o melhor tratamento para FOP só será possível após conclusão dos ensaios clínicos em andamento. O PC-trial é o único ensaio sobre esse tema que inclui um centro brasileiro.

Métricas

Carregando Métricas ...

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

PC trial Study Group

Investigadores Principais:

Meier B, Matle H, do Inselspital, Berna. Administração do ensaio: InterCorNet Clinical Research Center, Zurich. Investigadores por país. Austrália: Walton T, Frayne J, Menaham S, Hockings B. Áustria: Probst P, Baumgartner H, Lalouschek W. Bélgica: Muyldermans L, Vanhooren G. Canadá: Ibrahim R, Lanthier S. Dinamarca: Emmertsen K, Andersen G, Kristensen B. Alemanha: Fassbender D, Hambrecht R, Maisch B, Funck R, Schanzenbächer P, Müllges W, Böhm M, Hennen B, Becker G, Conze M, Klotz JM, Teupe C, Steinmetz H, Schräder R, Hauptmann K, Gehrig T, Reek S, Görtler M, Seggewiss H, Mühler J, Waas W, Jauss M. Polônia: Dudek D, Bartus S, Szczudlik A. República Eslovaca: Fridrich V, Garay R. Suíça: Meier B, Matle H, Windecker S. Reino Unido: Hildick-Smith D, Northridge D, Weller B, Leatham EW, MCKenna W, Markus H.

Referências

Lippmann H, Rafferty T. Patent foramen ovale and paradoxical embolization: a historical perspective. Yale J Biol Med 1993; 66:11-7.

Jones H, Caplan L, Come P, Swinton N, Breslin D. Cerebral emboli of paradoxical origin. Ann Neurol 1983; 13: 314-319.

King T, Mills N.Nonoperative closure of atrial septal defects. Surgery 1974; 75:383-388.

Chatterjee T, Aeschbacher B, Meier B.Non-surgical closure of secundum atrial septal defect and patent foramen ovale. Schweiz Med Wochenschr 1997; 127:2054-2060.

Messé SR, Silverman IE, Kizer JR, Homma S, Zahn C, Gronseth G, et al. Practice Parameter: Recurrent stroke with patent foramen ovale and atrial AGRADECIMENTOS

Sigma Pharma pelo apoio financeiro. Prof. Dr. Juarez Ortiz, Dra. Cláudia Gianini Mônaco e Dr. Luiz Darcy Ferreira, do Centro de Cardiologia Não-Invasiva - OMNI Serviços Diagnósticos, pela realização dos ecocardiogramas transesofágicos iniciais. Cardiologistas na UNIFESP: Dra. Solange Bernardes Tatani e Dr. Valdinai Pereira. Equipe do Pronto Socorro de Neurologia Hospital São Paulo/UNIFESP: Prof. Dr. Gilmar Fernandes do Prado, Dra. Maria Elisabeth Matta de Rezende Ferraz, Enedina Maria Lobato de Oliveira, Sílvio Francisco, Nilton Amorim Souza, Fernando Nakandakare, Ivanilson Alves de Oliveira e Dr. Evando Penteado Villar Félix. Equipe de Fisioterapia pelas avaliações e suporte aos pacientes: Dra. Sissy Veloso Fontes, Rita de Cássia dos Reis Moura, Marcelo Reina Siliano, Simone Ribas Ghezzi, Fernando

Ida e Ébe Monteiro. septal aneurysm: Report of the Quality Standards Subcommittee of the American Academy of Neurology. Neurology 2004; 62:1042-1050.

Hong TE, Thaler D, Brorson J, Heitschmidt M, Hijazi ZM, Amplatzer PFO Investigators. Transcatheter closure of patent foramen ovale associated with paradoxical

embolism using the amplatzer PFO occluder: initial and intermediate-term results of the U.S. multicenter clinical trial. Catheter Cardiovasc Interv 2003; 60:524-528

Donnan GA, Davis SM. Patent Foramen Ovale and Stroke: Closure by Further Randomized Trial Is Required! Stroke 2004; 35:806.

Topcuoglu MA, Mattle HP, Meier B, Windecker S, Messé SR, Homma S, et al. Practice Parameter: Recurrent stroke with patent foramen ovale and atrial septal aneurysm: Report of the Quality Standards Subcommittee of the American Academy of Neurology. Neurology 2004; 63:2198-2199

Downloads

Publicado

2006-06-30

Como Citar

Fukujima, M. M., Silva, C. M. C., Kapins, C. E. B., Carvalho, A. C., & Group, P. trial S. (2006). Forame Oval Patente e AVC Criptogênico: situação do PC-trial no Brasil e no mundo. Revista Neurociências, 14(2), 14–16. https://doi.org/10.34024/rnc.2006.v14.8758

Edição

Seção

Artigos Originais
##plugins.generic.dates.received## 2019-02-07
##plugins.generic.dates.published## 2006-06-30

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >> 

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.