Sobrecarga de cuidadores na psiquiatria infantil

Autores

  • Adriana Maira Marini Terapeuta Ocupacional, Supervisora, Hospital de Base, Fundação Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (FUNFARME) e Hospital Psiquiátrico Feminino de Nova Granada, Nova Granada-SP, Brasil.
  • Marielza R. Ismael Martins Terapeuta Ocupacional, Doutora, Departamento de Ciências Neurológicas, Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto – FAMERP, São José do Rio Preto-SP, Brasil
  • Aline Viganô de Souza Aprimoranda de Terapia Ocupacional, Bolsista Fundap, Hospital de Base – FUNFARME, São José do Rio Preto-SP, Brasil.
  • Altino Bessa Marques Filho Médico Psiquiatra, Mestre, Departamento de Psiquiatria e Psicologia Médica – FAMERP, São José do Rio Preto-SP, Brasil.
  • Hubert Eloy Richard Pontes Médico Psiquiatra, Mestre, Hospital Psiquiátrico Feminino de Nova Granada, Nova Granada-SP, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.34024/rnc.2010.v18.8457

Palavras-chave:

Cuidadores, Saúde Mental, Qualidade de Vida

Resumo

Introdução. O cenário da saúde mental infantil com relação à limitação da vida dos familiares é preocupante. Crianças com estes transtornos levam seus cuidadores a consideráveis restrições nos aspectos físicos, sociais e emocionais podendo aumentar o risco de desenvolvimento de desajustes psicossociais e trazer prejuízos a sua qualidade de vida (QV). Objetivo. Este estudo objetivou avaliar a sobrecarga objetiva e subjetiva de cuidadores de crianças com transtornos mentais. Método. Trata-se de um estudo descritivo, exploratório, de corte transversal realizado a partir de questionários de QV (AUQUEI) para os pacientes, de sobrecarga (FBIS-BR) para cuidadores e entrevista semi estruturada. A amostra constituiu-se de 52 indivíduos (26 pacientes e 26 cuidadores), pertencentes ao Ambulatório de Psiquiatria Infantil do Hospital de Base de São José do Rio Preto (FAMERP/FUNFARME). Resultados. A criança com transtorno mental mostrou uma percepção inferior de QV na dimensão autonomia (6.9±1.29) e um escore global de QV esperada (51.95±5.60). O cuidador desta criança apresentou uma sobrecarga objetiva comprometida com relação á assistência ao paciente na vida cotidiana (2.73±0.65) e subjetiva foi relacionada a preocupações do familiar com o paciente (3.14±0.93). Conclusão. A geração destas informações poderá auxiliar no estabelecimento de intervenções para melhorar sua QV.

Métricas

Carregando Métricas ...

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Fleitlich B, Goodman R. Implantação e implementação de serviços de saúde mental comunitários para crianças e adolescentes. Rev Bras Psiquiatr 2002;4:24:2.

Vitolo YRC, Fleitlich-Bilyk B, Goodman R, Bordin IAS. Crenças e atitudes educativas dos pais e problemas de saúde mental em escolares. Rev Saúde Pública 2005;39:716-24.

Beck CT. Maternal depression and child behaviour problems: a metaanalysis. J Adv Nurs 1999;29:623-9.

Zarit, S. H. Interventions with family caregivers. In S. H. Zarit & B. G. Knight (Eds.), A guide to Psychotherapyand Aging ,1997;3:139-59.

Ferriolli S, Marturano E, Puntel L. Contexto familiar e problemas de saúde mental infantil no Programa Saúde da Família. Rev. Saúde Pública 2007;41:251-9.

Hoher SP, Wagner ADL. Diagnosis and guidance to parents of especial needs children: a professional issue. Estud psicol 2006;23:113-25.

Gill SK, Coffey BJ, Park KS. Depressão na infância e na adolescência: manifestações clínicas, patogênese e tratamento. In: Lafer B, Almeida OP, Fraguas Jr R, Miguel EC, editores. Depressão no ciclo da vida. Porto Alegre: Artmed, 2000, p.232-45.

Nakamura E. Antropologia. In: Assumpção Junior F, Kuczynski E, organizadores. Tratado de psiquiatria da infância e da adolescência. São Paulo: Atheneu, 2003, p.59-62.

Pavuluri MN, Naylor MW, Janicak PG. Recognition and Treatment of Pediatric Bipolar Disorder. Contemporary Psychiatry 2002;1:1-10.

Rowland AS, Umbach DM, Catoe KE . Studying the epidemiology of attention-deficit hyperactivity disorder: screening method and pilot results. Can J Psychiatry 2001;46:931-40.

Assumpção F JR, Francisco B, Kuckynski E, Sprovieri MH, Aranha EM. Quality of life evaluation scale (AUQEI): validity and reliability of a quality of life scale for children from 4 to 12 years-old. Arq Neuro-Psiquiatr 2000;58: 119-27.

Bandeiras M, Calzavara MGP, Freitas L, Barroso S. Escala de sobrecarga de familiares de pacientes psiquiátricos (FBIS-BR): estudo de confiabilidade da versão brasileira. Rev Bras Psiquiatr 2007;29:47-50.

Pegoraro RF, Caldana RH. Sobrecarga de familiares de usuários de um centro de atenção psicossocial. Psicologia em Estudo. 2006;11:569-77.

Maes B, Broekman TG, Dosen A, Nauts J. Caregiving burden of families looking after persons with intellectual disability and behavioural or psychiatric problems. J Intellect Disabil Res 2003;47:447-55.

Stein E, Evans B, Mazumdar R, Rae-Grant N. The mental health of children in foster care: a comparison with community and clinical samples. Can J Psychiatry 1996;41:385-91.

Noll JG, Trickett PK, Harris WW, Putnam FW. The cumulative burden borne by offspring whose mothers were sexually abused as children: descriptive results from a multigenerational study. J Interpers Violence 2009;24:424-49.

McMahon TJ, Luthar SS. Defining characteristics and potential consequences of caretaking burden among children living in urban poverty.Am J Orthopsychiatry 2007;77:267-81.

Cooper C, Robertson MM, Livingston G. Psychological morbidity and caregiver burden in parents of children with Tourette’s disorder and psychiatric comorbidity.J Am Acad Child Adolesc Psychiatry 2003;42:1370-5.

Magnificat S. Quality of life of children and adolescents after kidney or lives transplantation: child, parents and caregivers point of view. Pediatr Transplant 2003;7:228-35.

Grey IM, Honan R, McClean B, Daly M. Evaluating the effectiveness of teacher training in Applied Behaviour Analysis. J Intellect Disabil Res 2005;9:209-27.

Takahashi M, Tanaka K, Miyaoka H. Depression and associated factors of informal caregivers versus professional caregivers of demented patients. Psychiatry Clin Neurosci 2005;59:473-80.

Downloads

Publicado

2010-09-30

Como Citar

Marini, A. M., Martins, M. R. I., de Souza, A. V., Marques Filho, A. B., & Pontes, H. E. R. (2010). Sobrecarga de cuidadores na psiquiatria infantil. Revista Neurociências, 18(3), 300–306. https://doi.org/10.34024/rnc.2010.v18.8457

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.