O Significado Clínico da Actigrafia

Autores

  • Susana Cristina Lerosa Telles Fisioterapeuta, Mestre em Ciências, Universidade de São Paulo, São Paulo-SP, Brasil.
  • Érika Antunes Corrêa Fisioterapeuta, Doutoranda, Universidade de São Paulo, São Paulo-SP, Brasil
  • Bruna Lopes Caversan Fisioterapeuta, Universidade de São Paulo, São Paulo-SP, Brasil
  • Jackelyne de Moraes Mattos Fisioterapeuta, Especialista em Acupuntura e Fisioterapia Hospitalar, Universidade de São Paulo, São Paulo-SP, Brasil.
  • Rosana Souza Cardoso Alves Neuropediatra, Doutora, Médica Assistente do Hospital das Clínicas da FMUSP e Professora Colaboradora do Departamento de Neurologia da Faculdade de Medicina da USP, São Paulo-SP, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.34024/rnc.2011.v19.8413

Palavras-chave:

Sono, Polissonografia, Actigrafia

Resumo

Introdução. O artigo aborda a actigrafia e seu uso clínico. A actigrafia é um exame simples para detectar alterações de sono e ritmo circadiano, porém pode ser utilizado em outras áreas. Objetivo. O objetivo desta revisão foi mostrar os usos do actígrafo na prática clínica em outros países para esclarecer ao público brasileiro que subutiliza este aparelho em outras áreas da saúde. Método. Foi realizado estudo através de revisão bibliográfica embasada em artigos originais do Pubmed, com a palavra-chave actigraphy e publicados em 2009. Foram selecionados artigos com mais de 10 participantes no estudo e de livre acesso. Resultados. a actigrafia tem sido utilizada em várias áreas: cardiologia, cronobiologia, distúrbios do sono, dor crônica, saúde da mulher, neurologia, pediatria e psiquiatria. Conclusão. Concluímos que o actígrafo pode ser utilizado em outras áreas da saúde no Brasil assim como já é utilizado em outros países.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

Maurer MS, Cuddihy P, Weisenberg J, Delisle S, Strong BM, Gao Q, et al. The prevalence and impact of anergia (lack of energy) in subjects with heart failure and its associations with actigraphy. J Card Fail. 2009;15:145-51.

Gohar A, Adams A, Gertner E, Sackett-Lundeen L, Heitz R, Engle R, et al. Working memory capacity is decreased in sleep-deprived internal medicine residents. J Clin Sleep Med. 2009;5:191-7.

Reddy R, Guntupalli K, Alapat P, Surani S, Casturi L and Subramanian S. Sleepiness in medical ICU residents. Chest. 2009;135:81-5.

Kezirian EJ, Harrison SL, Ancoli-Israel S, Redline S, Ensrud K, Goldberg AN, et al. Behavioral correlates of sleep-disordered breathing in older men. Sleep. 2009;32:253-61.

Friedman L, Zeitzer JM, Kushida C, Zhdanova I, Noda A, Lee T, et al. Scheduled bright light for treatment of insomnia in older adults. J Am Geriatr Soc. 2009;57:441-52.

Natale V, Plazzi G and Martoni M. Actigraphy in the assessment of insomnia: a quantitative approach. Sleep. 2009;32:767-71.

Taibi DM, Vitiello MV, Barsness S, Elmer GW, Anderson GD and Landis CA. A randomized clinical trial of valerian fails to improve self-reported, polysomnographic, and actigraphic sleep in older women with insomnia. Sleep Med. 2009;10:319-28.

Loewen A, Siemens A and Hanly P. Sleep disruption in patients with sleep apnea and end-stage renal disease. J Clin Sleep Med. 2009;5:324-9.

O’Donoghue GM, Fox N, Heneghan C and Hurley DA. Objective and subjective assessment of sleep in chronic low back pain patients compared with healthy age and gender matched controls: a pilot study. BMC Musculoskelet Disord. 2009;10:122.

Goyal D, Gay C and Lee K. Fragmented maternal sleep is more strongly correlated with depressive symptoms than infant temperament at three months postpartum. Arch Womens Ment Health. 2009;12:229-37.

Gehrman PR, Connor DJ, Martin JL, Shochat T, Corey-Bloom J and Ancoli-Israel S. Melatonin fails to improve sleep or agitation in doubleblind randomized placebo-controlled trial of institutionalized patients with Alzheimer disease. Am J Geriatr Psychiatry. 2009;17:166-9.

Tsai SY, Burr RL and Thomas KA. Effect of external motion on correspondence between infant actigraphy and maternal diary. Infant Behav Dev. 2009;32:340-3.

Armitage R, Flynn H, Hoffmann R, Vazquez D, Lopez J and Marcus S. Early developmental changes in sleep in infants: the impact of maternal depression. Sleep. 2009;32:693-6.

Pesonen AK, Raikkonen K, Matthews K, Heinonen K, Paavonen JE, Lahti J, et al. Prenatal origins of poor sleep in children. Sleep. 2009;32:1086-92.

Spira AP, Stone K, Beaudreau SA, Ancoli-Israel S and Yaffe K. Anxiety symptoms and objectively measured sleep quality in older women. Am J Geriatr Psychiatry. 2009;17:136-43.

Osse RJ, Tulen JH, Hengeveld MW and Bogers AJ. Screening methods for delirium: early diagnosis by means of objective quantification of motor activity patterns using wrist-actigraphy. Interact Cardiovasc Thorac Surg. 2009; 8:344-8; discussion 348.

Downloads

Publicado

2011-03-31

Como Citar

Telles, S. C. L., Corrêa, Érika A., Caversan, B. L., Mattos, J. de M., & Alves, R. S. C. (2011). O Significado Clínico da Actigrafia. Revista Neurociências, 19(1), 153–161. https://doi.org/10.34024/rnc.2011.v19.8413

Edição

Seção

Relato de Caso
##plugins.generic.dates.received## 2019-02-22
##plugins.generic.dates.published## 2011-03-31

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Obs .: Este plugin requer que pelo menos um plugin de estatísticas / relatório esteja ativado. Se seus plugins de estatísticas fornecerem mais de uma métrica, selecione também uma métrica principal na página de configurações do site do administrador e / ou nas páginas de configurações do gerente da revista.

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.