Avaliação do Desenvolvimento Motor de Crianças Institucionalizadas na Primeira Infância

Autores

  • Fláviane Rezende Melo Acadêmica do curso de Fisioterapia do Centro Universitário de Lavras – UNILAVRAS, Lavras-MG, Brasil.
  • Jacqueline Maria Resende Silveira Leite Mestre em Medicina Interna e Terapêutica, Professora do Centro Universitário de Lavras – UNILAVRAS, Lavras-MG, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.34024/rnc.2011.v19.8335

Palavras-chave:

Desenvolvimento motor, primeira infância, AIMS

Resumo

Objetivo. Avaliar e identificar o desenvolvimento motor de crianças institucionalizadas, que estejam dentro da Primeira infância, através da Escala de Alberta (Alberta Infant Motor Scale). Método. Foi realizado um estudo observacional com 13 crianças que tinham de 0 a 18 meses de idade. As crianças foram avaliadas nas posições prono, supino, sentado e ortostática. A cada item observado de atividade motora foi creditado 1 ponto, somente a criança que não realizou nenhuma atividade motora nas posições citadas foram creditado zero pontos. Assim a soma dos pontos creditados foi à pontuação do posicionamento na AIMS. Quanto mais alta a classificação percentual menor a chance de um bebê demonstrar atraso no seu desenvolvimento motor. Resultados. Não se encontrou no presente estudo uma diferença quando comparamos a instituição com o que consta na literatura, sendo, estatisticamente não significante. Conclusão. Todas as crianças encontram-se dentro dos padrões normais de desenvolvimento motor da escala AIMS.

Métricas

Carregando Métricas ...

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Gardner GRAI, O’ Rahilly. Anatomia. 4ª edição. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1988, 830p.

Piper, Martha C. Darrh Johanna. Motor Assessment of The Developing Infant. W.B. Saunders Company. 1994, 210p.

Castanho AAG, Assis SMB. Caracterização do Desenvolvimento Motor da Criança Institucionalizada. Revista Fisioterapia Brasil 2004;8:5-6.

Barros KMFT, Fragoso AGC, Oliveira ALB, Filho JEC, Castro RM. Do Environmental Influences Alter Motor Abilities Acquisition? A Comparison among childrem from day-care centers and private schools. Arq Neuropsiquiatria 2003; 61(2-A):170-5. http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X2003000200002

Meneghini R, Carvalho MC. Arranjo espacial na creche: espaços para interagir, brincar isoladamente, dirigir-se socialmente e observar o outro. Psicologia: Reflexão e Crítica 2003, p.367-78. http://dx.doi.org/10.1590/S010279722003000200017

Silva PL, Santos DCC. Gonçalves VMG. Influência de Praticas Maternas no Desenvolvimento Motor de Lactentes do 6º ao 12º Meses de Vida. Revista Brasileira de Fisioterapia 2006;10:225-31. http://dx.doi.org/10.1590/S141335552006000200014

Gramilha SSV, Martins MAO. Condições Adversas na Vida de Crianças com Atraso no Desenvolvimento. Medicina, Ribeirão Preto 1997, p.259-67.

Formiga CKMR, Pedrazzani ES, Tudella E. Desenvolvimento motor de lactentes pré-termo participantes de um programa de interação fisiterapêutica precoce. Revista Brasileira de Fisioterapia 2004;8:239-245.

Downloads

Publicado

2011-12-31

Como Citar

Melo, F. R., & Leite, J. M. R. S. (2011). Avaliação do Desenvolvimento Motor de Crianças Institucionalizadas na Primeira Infância. Revista Neurociências, 19(4), 681–685. https://doi.org/10.34024/rnc.2011.v19.8335

Edição

Seção

Relato de Caso
##plugins.generic.dates.received## 2019-02-25
##plugins.generic.dates.published## 2011-12-31

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.