A Influência da Fisioterapia Aquática na Função e Equilíbrio no Acidente Vascular Cerebral

  • Cristiane Helita Zorél Meneghetti Fisioterapeuta, Mestre em Distúrbios do Desenvolvimento – MACKENZIE, São Paulo-SP, Brasil.
  • Lucas Carraro Fisioterapeuta, Centro Universitário Hermínio Ometto – UNIARARAS, Araras-SP, Brasil.
  • Leandro Augusto Leonello Fisioterapeuta, Centro Universitário Hermínio Ometto – UNIARARAS, Araras-SP, Brasil.
  • Ana Carolina Texeira Batistella Fisioterapeuta, Mestre em Fisioterapia – UNIMEP, Piracicaba-SP, Brasil.
  • Luíz Carlos Ferracini Júnior Fisioterapeuta, Mestrando em Ciências Biomédicas – UNIARARAS, Araras- SP, Brasil.
Palavras-chave: Acidente Vascular Encefálico, Fisioterapia, Equilíbrio, Funcionalidade

Resumo

Objetivo. Verificar a influência da fisioterapia aquática na indepen­dência funcional e equilíbrio no Acidente Vascular Cerebral (AVC). Método. Foi realizado um estudo de caso com um indivíduo acome­tido por AVC, gênero feminino, 36 anos de idade com diagnóstico disfuncional de hemiparesia à esquerda. O instrumento utilizado para avaliar o equilíbrio foi à escala de equilíbrio funcional de Berg (EEFB - versão brasileira) composta por quatorze tarefas, já para avaliar a funcionalidade foi utilizada a escala de medida de independência fun­cional (MIF - versão brasileira) composta por dezoito itens. A fisiote­rapia aquática consistiu em duas sessões semanais de cinquenta minu­tos num período de três meses, totalizando 24 sessões, empregando o método Halliwick. Resultados. Na avaliação após a intervenção, foi observada uma melhora na pontuação na escala de EEFB de 15 para 40 pontos, da mesma forma na escala da MIF verificou-se um aumen­to da pontuação de 91 para 108 pontos. Conclusão. O programa de fisioterapia aquática proporcionou a participante com AVC, uma melhora no equilíbrio e na funcionalidade.

Métricas

Carregando métricas...

Referências

Rietdyk S, Patla AE, Winter DA, Ishac MG, Litlle CE. Balance recovery from medio-lateral perturbations of the upper body during standing. J. Biomech 1999;32:49-1158. http://dx.doi.org/10.1016/S0021-9290(99)00116-5

O’Sullivan SB, Schmitz TJ. Acidente vascular cerebral. In: O’Sullivan SB. Fisioterapia: avaliação e tratamento. 2ª ed. São Paulo: Manole, 1993, p.385-421.

Moura EW, Silva PAC. Abordagem fisioterapêutica no acidente vascular encefálico. In: Neves RCM, Pires MA. Fisioterapia: aspectos clínicos e práticos da reabilitação. São Paulo: Artes Médicas, 2005, p.360-81.

Bobath B. Hemiplegia em Adultos. 3ª ed. Manole, 2001, 209p. 5.Peluso AQL, Lima FMR. Eletroestimulação na espasticidade decorrente de acidente vascular encefálico. Rev fisioter Ser 2007; 02: 40-5.

Teixeira E, Sauron FN, Santos LSB, Oliveira MC. Acidente vascular encefálico. In: Ares MJJ. Terapia ocupacional na reabilitação física. São Paulo: Roca, 2003, p.3-16.

Horak FB, Macpherson JM. Postural Orientation and equilibrium. In: Rowell LB, Sherpherd JT. (Ed.) Handbook of physiology. New York: Oxford University Press, 1996, p.255-92.

Sacchelli T, Accacio LMP, Radl ALM. Fisioterapia Aquática. Barueri: Manole, 2007, 350p.

Schanzer GS, Queiroz SS. Fisioterapia aquática aplicada à neurologia. In: Sacchelli T, Accacio LMP, Radl ALM. Fisioterapia aquática. Barueri: Manole; 2007. (Manuais de Fisioterapia). p.191-202.

Guazzelli ABA. Reabilitação aquática aplicada na lesão medular. In: Jakaitis F, editor. Reabilitação e terapia aquática: aspectos clínicos e práticos. São Paulo: Roca; 2007. p.101-55.

Miyamoto ST, Lombardi Júnior I, Berg KO, Ramos LR, Natour J. Brazilian version of the Berg balance scale. Braz J Med Biol Res 2004;37:1411-21. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-879X2004000900017

Riberto M, Miyazaki MH, Filho DJ, Sakamoto H, Battistella LR. Reprodutibilidade da versão brasileira da medida de independência funcional. Acta Fisiatr 2001;8:45-52.

Riberto M, Miyazaki MH, Jucá SSH, Sakamoto H, Pinto PPN, Battistella LR. Validação da versão brasileira da medida de independência funcional. Acta Fisiatr 2004;11(2):72-6.

Stevenson TJ. Detecting change in patients with stroke using the Berg Balance Scale. Aust J Physiother 2001; 47:29-38.

Oliveira R, Cacho E, Walker A, Borges G. Post-stroke motor and functional evaluations: a clinical correlation using Fugl-Meyer assessment scale, Berg balance scale and Barthel index. Arq neuropsiquiatr 2006;64:731-5. http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X2006000500006

Ricci NA, Kubota MT, Cordeiro RC. Concordância de observações sobre a capacidade funcional de idosos em assistência domiciliar. Rev Saúde Pública 2005;39(4):655-62. http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102005000400021

Torriani C, Mota EPO, Kazurayama SHP, Burin SR, Mengatti T, Caminho J, et al. Relação entre independência e o nível de disfunção motora e funcional em pacientes hemiparéticos. Rev Neurocienc 2007;15:32-6.

Umphred DA. Fisioterapia neurológica. 2ª ed. São Paulo: Manole, 1994, 876p. 19.Davies PM. Passos a Seguir: um manual para o tratamento da hemiplegia no adulto. São Paulo: Manole, 1996, 314p.

Davies PM. Hemiplegia: tratamento para pacientes após AVC e outras lesões cerebrais. 2ª ed. Barueri: Manole, 2008, 636p.

Jeka J, Oie K, Kiemel KS. Multisensory information for human postural control: integrating touch and vision Exp Brain Res 2000;134:107-25. http://dx.doi.org/10.1007/s002210000412

Barela JA. Estratégias de controle em movimentos complexos: ciclo percepção-ação no controle postural. Rev paul Educ Fís 2000;3:79-88.

Ruoti RG, Morris DM, Cole AJ. Reabilitação Aquática. São Paulo: Manole, 2000, 463p.

Jakaitis F. Reabilitação e terapia aquática: aspectos clínicos e práticos. São Paulo: Roca, 2007, 282p.

Fiorelli A, Arca EA. Hidrocinesioterapia: princípios e técnicas terapêuticas. Bauru: EDUSC, 2002, 104p.

Campion MR. Hidroterapia: princípios e prática. São Paulo: Manole, 2000, 332p.

Publicado
2012-09-30
Como Citar
Meneghetti, C. H. Z., Carraro, L., Leonello, L. A., Batistella, A. C. T., & Ferracini Júnior, L. C. (2012). A Influência da Fisioterapia Aquática na Função e Equilíbrio no Acidente Vascular Cerebral. Revista Neurociências, 20(3), 410-414. https://doi.org/10.34024/rnc.2012.v20.8268
Seção
Relato de Caso

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##