Correlação entre Assistência do Cuidador e Desempenho Funcional em Crianças com Paralisia Cerebral

  • Jackeline Oliveira do Vale Cunha Terapeuta Ocupacional, Especialista em Intervenção em Neuropediatria, Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), Goiânia-GO, Brasil. 2.Fisioterapeuta, Mestranda em Ciências Ambientais e Saúde pela Pontifícia
  • Geovana Sôffa Rézio Fisioterapeuta, Mestranda em Ciências Ambientais e Saúde pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO), Goiânia-GO, Brasil.
  • Cibelle Kayenne Martins Roberto Formiga Fisioterapeuta, Doutora, docente do Curso de Fisioterapia da Universidade Estadual de Goiás (UEG), Goiânia-GO, Brasil.
Palavras-chave: Paralisia Cerebral, Assistência do Cuidador, Desempenho Funcional

Resumo

Objetivo. Este estudo teve o objetivo de identificar a correlação entre nível de assistência fornecido pelo cuidador e o desempenho funcional em crianças com Paralisia Cerebral (PC). Método. Doze (12) crianças com PC, nível I e II do GMFCS (Gross Motor Function Classifica­tion System), com idade média de 3 anos e 2 meses, frequentadoras do Setor Clínico da Associação Pestalozzi de Goiânia foram avaliadas através do Inventário de Avaliação Pediátrica de Incapacidade (PEDI – Pediatric Evaluation Disability Inventory). Resultados. Análise da correlação entre as partes de Habilidades Funcionais e Auxílio do Cuidador do PEDI indicou relação linear positiva significativa entre a assistência fornecida pelo cuidador e o desempenho funcional das crianças tanto na área de autocuidado (r=0,87; p<0,001) quanto na mobilidade (r=0,78; p=0,003). A correlação também se apresentou significativa no nível de independência da criança quanto à mobilida­de e o desempenho da mesma nas atividades de autocuidado (r=0,61; p=0,033). Conclusão. Ressalta-se a necessidade de envolvimento dos cuidadores nos tratamentos e atividades direcionadas às crianças com Paralisia Cerebral para que estes apoiem a autonomia nas atividades funcionais de mobilidade e autocuidado de sua criança.

Métricas

Carregando métricas...

Referências

Rosenbaum P, Paneth N, Leviton A, Goldstein M, Bax M. A report: the definition and classification of cerebral palsy April 2006. Dev Med Child Neurol Suppl 2007;109:8-14.

Allegretti KMG, Kanashiro MS, Monteiro VC, Borges HC, Fontes SV. Os efeitos do treino de equilíbrio em crianças com paralisia cerebral diparética espástica. Rev Neurocienc 2007;15(2):108-13.

Leite JMRS, Prado GF. Paralisia cerebral: aspectos fisioterapêuticos e clínicos. Rev Neurocienc 2004;12(1):41-5.

Graham HK. Classifying cerebral palsy. J Pediatr Orthop 2005;25(1):127-8. http://dx.doi.org/10.1097/00004694200501000-00026 http://dx.doi.org/10.1097/01241398-200501000-00026

Lima CLA, Fonseca LF. Paralisia Cerebral. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2004, 492p.

Bax M, Flodmark O, Tydeman C. From syndrome toward disease. Department of Paediatrics (4th Floor), Chelsea & Westminster Hospital, Fulham Rd, London, UK. Dev Med Child Neurol 2007;49:1-44.

Oliveira MC, Cordani LK. Correlação entre habilidades funcionais referidas pelo cuidador e assistência fornecida a crianças com paralisia cerebral. Arq Bras Paralis Cereb 2004;1:24-9.

Allegretti ALC, Mancini MC, Schwartzman JS. Estudo do desempenho funcional de crianças com paralisia cerebral diparética espástica utilizando o Pediatric Evalution of Disability Inventory (PEDI). Arq Bras Paralis Cereb 2004;1(1):35-40.

Mancini MC, Fiuza PM, Rebelo JM, Magalhães LC, Coelho ZAC, Paixão ML, et al. Comparação do desempenho de atividades funcionais em crianças com desenvolvimento normal e crianças com paralisia cerebral. Arq Neuro- -Psiquiatr 2002;60(2B):446-52. http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X2002000300020

Mancini MC, Alves ACM, Schaper C, Figueiredo EM, Sampaio RF, Coelho ZA, et al. Gravidade da paralisia cerebral e desempenho funcional. Rev Bras Fisioter 2004;8(3):253-60.

Oliveira AKC, Alves ACJ. Desempenho funcional de crianças com paralisia cerebral e a percepção dos cuidadores.[monografia]. São Carlos: Universidade Federal de São Carlos; 2010, 50p. Especialização em Intervenção em Neuropediatria.

Critério de classificação econômica Brasil 2010. São Paulo. Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa (ABEP). [atualizado em: 2012; acessado em: 06/2012] Disponível em: http://www.abep.org/novo/Content.aspxContentID=301.

Hiratuka E, Matsukura TS, Pfeifer LI: Cross-cultural adaptation of the Gross Motor Function Classification System into Brazilian-Portuguese (GMFCS). Rev Bras Fisioter 2010;14(6):537-44. http://dx.doi.org/10.1590/S141335552010000600013

Palisano R, Rosenbaum P, Walter S, Russell D, Wood E, Galuppi B.. Development and reliability of a system to classify gross motor function in children with cerebral palsy. Dev Med Child Neurol 1997;39:214-23. http://dx.doi.org/10.1111/j.1469-8749.1997.tb07414.x

Morris C, Kurinczuk JJ, Fitzpatrick R, Rosenbaum PL. Do the abilities of children with cerebral palsy explain their activities and participation? Dev Med Child Neurol 2006;48(12):954-61. http://dx.doi.org/10.1111/j.14698749.2006.tb01265.x

Morris C, Kurinczuk JJ, Fitzpatrick R, Rosenbaum PL. Reliability of the manual ability classification system for children with cerebral palsy. Dev Med Child Neurol 2006b,48(12):950-3. http://dx.doi.org/10.1111/j.14698749.2006.tb01264.x

Chagas PSC, Mancini MC. Testes padronizados utilizados na avaliação da criança portadora de paralisia cerebral. In: Lima CLF, Fonseca LF. Paralisia cerebral: neurologia, ortopedia, reabilitação. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2004, p.318-38.

Chagas PSC, Defilipo EC, Lemos RA, Mancini MC, Frônio JS, Carvalho RM. Classificação da função motora e do desempenho funcional de crianças com paralisia cerebral. Rev Bras Fisioter 2008;12(5):409-16. http://dx.doi.org/10.1590/S1413-35552008000500011

Mancini MC. Inventário de Avaliação Pediátrica de Incapacidade (PEDI), Manual da Versão Brasileira Adaptada. Belo Horizonte: UFMG, 2005, 193p.

Herrero D, Monteiro CBM. Verificação das habilidades funcionais e necessidades de auxílio do cuidador em crianças com paralisia cerebral nos primeiros meses de vida. Rev Bras Crescimento Desenvolv Hum 2008; 18(2):163-9.

Publicado
2012-12-31
Como Citar
Cunha, J. O. do V., Rézio, G. S., & Formiga, C. K. M. R. (2012). Correlação entre Assistência do Cuidador e Desempenho Funcional em Crianças com Paralisia Cerebral. Revista Neurociências, 20(4), 534-540. https://doi.org/10.4181/RNC.2012.20.762.7p
Seção
Artigos Originais