Efeitos da Estimulação Podal no Equilíbrio em Hemiparéticos por Acidente Vascular Cerebral

Autores

  • Idelte da Luz Gonçalves Pereira Figueiredo Fisioterapeuta, Especialista em Terapia Manual, São Luis-MA, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.34024/rnc.2014.v22.8113

Palavras-chave:

AVC, Hemiplegia, Equilíbrio Postural, Fisioterapia

Resumo

Objetivo. Verificar os efeitos da estimulação podal no equilíbrio em hemiparéticos por Acidente Vascular Cerebral. Método. Foram reali­zados 24 atendimentos em cada um dos 56 pacientes com diagnóstico de AVC isquêmico ou hemorrágico, de ambos os sexos, com idade entre 44 a 85 anos e média de 67 anos. Os pacientesincluídos apre­sentavam sequelas de AVC unilateral, liberação médica, demonstrar sinais de fraqueza e/ou espasticidade no dimídio acometido, ser capaz de realizar parcialmente ou completo movimento no MI acometido. Foram excluídos os pacientes com pressão arterial descompensada, patologias neurológicas associadas e os que não eram assíduos ao trata­mento. Os mesmos foram submetidos à estimulação motora podal no lado hemiparético,com massagem manual profunda de deslizamento em toda planta do pé, deslizamento na perna com estimulação dos músculos gastrocnêmio e sóleo, mobilização passiva e após ativo-as­sistida e exercícios de contrair-relaxar. A intervenção foi avaliada com a Escala de Equilíbrio de Berg. Resultados. O equilíbrio apresentou melhora significante com média de escore antes de 14 e após para 53. Conclusão. A estimulação podal foi eficaz para melhora do equilí­brio em pacientes hemiparéticos por sequelas de AVC, com aumento de movimentação ativa e realização de habilidades funcionais com o membro superior e inferior afetado.

Métricas

Carregando Métricas ...

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Martins FLM, Guimarães LHCT, Vitorino DFM, Souza LCF. Eficácia da eletroestimulação funcional na amplitude de movimento de dorsiflexão de hemiparéticos. Rev Neurocienc 2004;12(2):103-9.

Carr JH, Shepherd RB. Reabilitação neurológica: otimizando o desempenho motor. São Paulo: Manole, 2008, 455p.3.Torriani C, Mota EPO, Sales ALM, Ricci M, Nishida P, Marques L et al. Efeitos da estimulação motora e sensorial no pé de pacientes hemiparéticos pósAcidente Vascular Encefálico. Rev Neurocienc 2008;16(1):25-9.

Barcala L, Colella F, Araujo MC, Salgado ASI, Oliveira CS. Análise do equilíbrio em pacientes hemiparéticos após o treino com o programa Wii Fit. Fisioter Mov 2011;24(2):337-43. http://dx.doi.org/10.1590/S010351502011000200015

Lundy-Ekman L. Neurociência: fundamentos para reabilitação. 3ed. São Paulo: Elsevier, 2008, 477p.

Oliveira, CB. Avaliação do equilíbrio em pacientes hemiparéticos após acidente vascular encefálico (Tese). São Paulo: Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, 2008, 168p.

Pompeu SMAA, Pompeu JE, Rosa M, Silva MR. Correlação entre função motora, equilíbrio e força respiratória pós Acidente Vascular Cerebral. Rev Neurocienc 2011;19(4):614-20.

Vaillant J, Vuillerme N, Janvy A, Louis F, Braujou R, Juvin R, et al. Effect of manipulation of the feet and ankles on postural 1 control in elderly adults. Brain Res BullJan 2008;31(1):18-22. http://dx.doi.org/10.1016/j.brainresbull.2007.07.009

Belgen B, Beninato M, Sullivan PE, Narielwalla K. The association of balance capacity and falls self-efficacy with history of falling in community-dwelling people with chronic stroke. Arch Phys Med Rehabil 2006;87:554-61. http://dx.doi.org/10.1016/j.apmr.2005.12.027

Marques AEZS, Lima NT, Valaretto LS, Melo Neto JS, Jacinto ME, Corrêa PR, et al. Manipulação da musculatura intrínseca do pé em portadores de lesão encefálica adquirida. Movimento e Saúde. Revista Inspirar 2012;4(20):1-5.

Lourenço OT. Reflexologia Podal: primeiro socorros e técnica de relaxamento. São Paulo: Ground, 2002, 65p.

Miyamoto ST, Lombardi IJ, Berg KO, Ramos LR, Natour J. Brazilian version of the Berg balance scale. Brazilian J Med Biol Res 2004;37:1411-21. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-879X2004000900017

Leroux A, Pinet H, Nadeau S. Task-oriented intervention in chronic stroke: changes in clinical laboratory measures of balance and mobility. Am J Phys Med Rehabil 2006;85(10):820-30. http://dx.doi.org/10.1097/01.phm.0000233179.64769.8c

Alfieri FM, Teodori RM, Guirro RRJ. Estudo Baropo- dométrico em idosos submetidos à intervenção fisioterapêutica. Fisioterapia em Movimento 2006;19(2):67-74.

Schimdt A, Bankoff ADP, Zamai CA, Barros DD. Estabilometria: estudo do equilíbrio postural através da baropodometria eletrônica. Revista Conexões 2004;2(2):87-104.

Tyson SF, Hanley M, Chillala J, Selley A, Tallis RC. Balance disability after stroke. Phys Ther 2006;86:30-38.

Downloads

Publicado

2014-03-31

Como Citar

Figueiredo, I. da L. G. P. (2014). Efeitos da Estimulação Podal no Equilíbrio em Hemiparéticos por Acidente Vascular Cerebral. Revista Neurociências, 22(1), 12–16. https://doi.org/10.34024/rnc.2014.v22.8113

Edição

Seção

Artigos Originais
##plugins.generic.dates.received## 2019-02-16
##plugins.generic.dates.published## 2014-03-31

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.