Entre o filósofo e o cientista

poderá uma máquina sentir saudade?

Autores

  • Felipe Novaes 1Graduando em Psicologia. Instituto de Psicologia (IP) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Iniciação cientifica pelo Laboratório de Pânico e Respiração, Instituto de Psiquiatria, Universidade Federal do Rio de Janeiro (IPUB/UFRJ). Rio de Janeiro-RJ, Brasil
  • Adriana Cardoso Silva Psicologa. Doutora. Pós-doutorado em Psiquiatria pelo LABPR/IPUB/UFRJ e pelo Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia Translacional em Medicina (INCT-TM). Professora da Faculdade de Medicina do IPUB/UFRJ. Rio de Janeiro-RJ, Brasil.
  • Sergio Machado Educador Físico. Doutor. Pós-doutorado em Neurofilosofia pelo Instituto de Filosofia (IFILO), Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Pesquisador do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia Translacional em Medicina (INCT-TM). Professor do Programa de Pós-Graduação em Psiquiatria e Saúde Mental (PROPSAM) do IPUB/UFRJ, do Programa de Ciências da Atividade Física da Universidade Salgado de Oliveira (UNIVERSO). Rio de Janeiro-RJ, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.34024/rnc.2014.v22.8109

Palavras-chave:

Consciência, Encéfalo, Neurociências

Resumo

A neurociência é a área que vem crescendo cada vez mais no mun­do e que vem nos revelando com grande riqueza de detalhes o fun­cionamento do cérebro humano. Já a filosofia da mente é a área que se ocupa de discussões mais conceituais sobre aquilo que a neurociência costuma abordar de forma empírica, ou seja, relação cérebro-mente, consciência, natureza da mente e etc. O livro Entre o Filósofo e o Cientista: poderá uma máquina sentir saudade? mos­tra como a integração desses saberes é importante para pensarmos ambas as áreas (filosofia da mente e neurociência), introduzindo conceitos e polêmicas básicas da filosofia e aplicando-os a questões empíricas.

Métricas

Carregando Métricas ...

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Machado N, Leal-Toledo G. Entre o filósofo e o cientista: poderá uma máquina sentir saudade? Rio do Sul: UNIDAVI-PROPPEX, 2012. p. 111

Chalmers D. The Conscious Mind. Oxford: Oxford University Press, 1996. p. 432

Churchland PM. Matter and Consciousness: A Contemporary Introduction to the Philosophy of Mind. Cambridge: MIT press, 1997. p. 196

Dennett DC. Tipos de Mente. Rio de Janeiro: Ed. Rocco, 1997. p. 168

Ryle G. The Concept of Mind. Chicago: University of Chicago Press, 1984. p. 331

Searle JR. A Redescoberta da Mente. São Paulo: Martins Fontes, 1997. p. 388

Teixeira JF. Filosofia da Mente – neurociência, cognição e comportamento. São Carlos: Clara Luz, 2005. p.112

Teixeira JF. Mente, cérebro e cognição. Rio de Janeiro: Vozes, 2000. p. 197

Rizzolatti G, Sinigaglia C. Mirrors in the Brain: how our minds share actions and emotions. Oxford: Oxford University, 2008. p. 200

Downloads

Publicado

2014-06-30

Como Citar

Novaes, F., Silva, A. C., & Machado, S. (2014). Entre o filósofo e o cientista: poderá uma máquina sentir saudade?. Revista Neurociências, 22(2), 315–318. https://doi.org/10.34024/rnc.2014.v22.8109

Edição

Seção

Resenha

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)