Treino Muscular Respiratório Associado à Eletroestimulação Diafragmática em Hemiparéticos

Autores

  • Antonio Gabriel Chagas Queiroz Graduando em Fisioterapia, Universidade Cruzeiro do Sul, São Paulo-SP, Brasil.
  • Daiane Dias da Silva Graduando em Fisioterapia, Universidade Cruzeiro do Sul, São Paulo-SP, Brasil.
  • Rosemary Amorim Correa Lira Graduando em Fisioterapia, Universidade Cruzeiro do Sul, São Paulo-SP, Brasil.
  • Sílvia Ramos Fróes Bassini Fisioterapeuta, Mestre, Docente do curso de Fisioterapia da Universidade Cruzeiro do Sul, São Paulo-SP e Universidade Braz Cubas – UBC, Mogi das Cruzes-SP, Brasil.
  • Edna de Souza Cruz Uematsu Fisioterapeuta, Mestre, Docente e supervisora de estágio na área de Fisioterapia Neurofuncional, Universidade Cruzeiro do Sul, São Paulo-SP, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.34024/rnc.2014.v22.8101

Palavras-chave:

Acidente Vascular Cerebral, Terapia por Exercício, Estimulação Elétrica Nervosa Transcutânea, Diafragma

Resumo

Objetivo. Verificar a efetividade um programa de fortalecimento muscular respiratório associado com eletroestimulação diafragmática transcutânea (EDET) na força respiratória de hemiparéticos. Méto­do. Ensaio clínico randomizado com duração de um mês, no qual participaram 12 indivíduos com hemiparesia decorrente de acidente vascular cerebral. Estes foram divididos em: Grupo A, realizavam um programa de fisioterapia convencional desenvolvido em grupo com duas sessões semanais de 50 minutos cada; Grupo B, realizavam um programa de fortalecimento muscular respiratório com frequência de 3 sessões semanais de 30 minutos cada; e Grupo C, realizavam o mes­mo programa do Grupo B associado à aplicação de EDET por 10 minutos. Os participantes foram avaliados antes e após o programa de tratamento pela manovacuometria e pela diferença das medidas torácicas e abdominais. Resultados. Houve aumento estatisticamente significante da força inspiratória nos indivíduos do grupo B (p=0,02) e grupo C (p=0,01). Conclusão. Tanto o treino muscular respiratório isolado quanto o mesmo associado com a aplicação de EDET repercu­tiu em melhora significativa da força inspiratória dos indivíduos deste estudo. O uso do threshold IMT parece ser fundamental para o suces­so do programa de fortalecimento muscular respiratório.

Métricas

Carregando Métricas ...

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Glória AE, Nascimento LR, Paiva CMR, Fernandes MS, Lima RCM, Moura RMF. Treinamento global na pressão inspiratória máxima e funcionalidade de um indivíduo com hemiparesia crônica. Consci Saúde 2011;10:555-62.

Soares AV, Santos SBO, Ferreira PR, Schueroff B, Woellner SS, Domenech SC et al. Cicloergometria adaptada para pacientes hemiparéticos pós-acidente vascular encefálico. Neurociências 2011;7:18-24.

Castro JB, Abilel JC, Lavísio EM, Uematsu ESC, Moraes JV, Silva A. Treinamento em Esteira e Fortalecimento Muscular no Tratamento de Hemiparéticos Crônicos. Rev Neurocienc 2011;19:423-32.

Pompeu SMAA, Pompeu JE, Rosa M, Silva MR. Correlação entre função motora, equilíbrio e força respiratória pós um Acidente Vascular Cerebral. Rev Neurocienc 2011;19:614-20.

Carvalho FA. Além da incapacidade motora: uma visão sobre outra seqüela pouco falada do AVC. Rev Neurocienc 2011;19:14-5.

West JB. Fisiologia Respiratória. 6. ed. São Paulo: Manole, 2002, 199p.

Costa D. Fisioterapia Respiratória Básica. São Paulo: Atheneu, 2004, 127p.

Silva EG, Vieira D. Estimulação Diafragmática Elétrica Transcutânea na melhora do metabolismo da musculatura respiratória: revisão. Rev Min Ciênc Saúde - UNIPAM 2009;1: 68-80.

Kumar S, Reddy R, Prabhakar S. Contralateral diaphragmatic palsy in acute stroke: an interesting observation. Indian J Crit Care Med 2009;13:28-30. http://dx.doi.org/10.4103/0972-5229.531132

Teixeira-Salmela LF, Parreira VF, Britto RR, Brant TC, Inácio EP, Alcântara TO, et al. Respiratory pressures and thoracoabdominal motion in community- -dwelling chronic stroke survivors. Arch Phys Med Rehabil 2005; 86:1974-8. http://dx.doi.org/10.1016/j.apmr.2005.03.035

Davies PM. Exatamente no Centro. Atividade seletiva do tronco no tratamento da hemiplegia no adulto. Barueri: Editora Manole, 1996, 284p.

Barros JL, Capeletti AM. Alterações da ventilação voluntária máxima através da estimulação diafragmática elétrica transcutânea em um indivíduo saudável. Um estudo de caso. Rev eletr Saúde Pesq Refl 2011;1:1-14.

Azeredo CAC. Fisioterapia Respiratória Moderna. 4ª ed. São Paulo: Manole, 2002, 505p.

Cunha CS, Santana ERM, Fortes RA. Técnicas de fortalecimento da musculatura respiratória auxiliando o desmame do paciente em ventilação mecânica invasiva. Cad UniFOA 2008;6:80-6.

Silva FC, Silva SM, Sampaio LMM, Corrêa JCF, Corrêa FI. Relação entre recuperação motora e força muscular respiratória de hemiparéticos crônicos e agudos após acidente vascular encefálico. Ter Man 2012;10:1:6.

Caldeira VS, Starling CCD, Britto RR, Martins JA, Sampaio RF, Parreira VF. Precisão e acurácia da cirtometria em adultos saudáveis. J Bras Pneumol 2007;33:519-26. http://dx.doi.org/10.1590/S1806-37132007000500006

Souza E, Terra ELSV, Pereira R, Chicayban L, Silva J, Sampaio-Jorge F. Análise eletromiográfica do treinamento muscular inspiratório sob diferentes cargas do threshold®imt. Rev Perspe 2008;2:103-12.

Dall’Ago P, Chiappa GRS, Guths H, Stein R, Ribeiro JP. Inspiratory Muscle Training in Patients With Heart Failure and Inspiratory Muscle Weakness. J Am Col Cardiol 2006;47:757-63. http://dx.doi.org/10.1016/j.jacc.2005.09.052

Britto RR, Rezende NR, Marinho KC, Torres JL, Parreira VF, Teixeira-Salmela LF. Inspiratory muscular training in chronic stroke survivors: a randomized controlled trial. Arch Phys Med Rehabil 2011;92:184-90. http://dx.doi.org/10.1016/j.apmr.2010.09.029

Klefbeck B, Hamrah Nedja J. Effect of inspiratory muscle training in patients with multiple sclerosis. Arch Phys Med Rehabil 2003;84:994-9. http://dx.doi.org/10.1016/S0003-9993(03)00133-3

Cancelliero KM, Costa D, Silva CA. Estimulação diafragmática elétrica transcutânea melhora as condições metabólicas dos músculos respiratórios de ratos. Rev Bras Fisioter 2006;10:59-65. http://dx.doi.org/10.1590/S1413-35552006000100008

Cancelliero KM, Ike D, Sampaio LMM, Santos VLA, Stirbulov R, Costa D. Estimulação diafragmática elétrica transcutânea (EDET) para fortalecimento muscular respiratório: estudo clínico controlado e randomizado. Fisioter Pesq 2012;19:303-8. http://dx.doi.org/10.1590/S1809-29502012000400002

Downloads

Publicado

2014-06-30

Como Citar

Queiroz, A. G. C., Silva, D. D. da, Lira, R. A. C., Bassini, S. R. F., & Uematsu, E. de S. C. (2014). Treino Muscular Respiratório Associado à Eletroestimulação Diafragmática em Hemiparéticos. Revista Neurociências, 22(2), 294–299. https://doi.org/10.34024/rnc.2014.v22.8101

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)