Domínios da CIF em instrumentos de avaliação do desenvolvimento motor: uma revisão integrativa

Autores

DOI:

https://doi.org/10.34024/rnc.2023.v31.14605

Palavras-chave:

Desenvolvimento infantil, Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde, avaliação de saúde

Resumo

Introdução. O desenvolvimento motor é um processo também influenciado pelo contexto em que a criança está inserida. O serviço de saúde acompanha crianças para triagem do desenvolvimento utilizando diferentes instrumentos de avaliação. Com a criação da Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF), uma nova abordagem baseada no modelo biopsicossocial foi estabelecida, possibilitando a avaliação com foco nos aspectos funcionais e/ou incapacitantes. Objetivo. Identificar os domínios da CIF em instrumentos de avaliação do desenvolvimento motor validados para crianças brasileiras. Método. Revisão integrativa realizada com consulta nas bases de dados PubMed, CINAHL e Embase (Elsevier), utilizando descritores “funcionalidade” e  “desenvolvimento motor” combinados com seus sinônimos, incluindo apenas coortes observacionais e estudos transversais publicados em português, inglês ou espanhol, com indivíduos na primeira infância, sem demarcador temporal. Os instrumentos dos estudos foram coletados, sendo registrados apenas aqueles com validação no Brasil. Esses instrumentos passaram por uma análise que relacionou seus conceitos aos componentes contidos na CIF através de estatística descritiva com apresentação da frequência absoluta (n) e frequência relativa (%). Resultados. Após a elegibilidade dos estudos e instrumentos encontrados, sete instrumentos foram validados no Brasil e disponibilizados para acesso. A extração de conceitos da CIF gerou conceitos divididos nos seguintes componentes: Funções do Corpo (22,6%), Atividades e Participação (75,2%) e Não Coberto (2,2%). Conclusão. Poucos instrumentos destinados à avaliação do desenvolvimento motor na primeira infância são validados para o Brasil, e nenhum dos instrumentos abordou todos os componentes propostos pela CIF, sendo necessário complementá-los com outras ferramentas.

Métricas

Carregando Métricas ...

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Caroline Belo Alencar, Universidade Federal do Ceará

 

 

 

José Davi Nunes Martins, Universidade Federal do Ceará

 

Referências

Mélo TR, De Araújo LB, Novakóski KRM, Israel VL . Sistematização de instrumentos de avaliação para os dois primeiros anos de vida de bebês típicos ou em risco conforme o modelo da CIF. Rev Fisioter Pesqui 2019;26:380-93. https://doi.org/10.1590/1809-2950/18026126042019

Cardoso KVV, Lima SA. Intervenção psicomotora no desenvolvimento infantil: uma revisão integrativa. Rev Bras Promoç Saúde 2019;32:9300. https://doi.org/10.5020/18061230.2019.9300

Rebelo M, Serrano J, Duarte-Mendes P, Paulo R, Marinho DA. Desarrollo Motor del niño: Relación entre Habilidades Motoras Globales, Habilidades Motoras Finas y Edad. Cuad Psicol Deporte 2020;20:75-85. https://scielo.isciii.es/pdf/cpd/v20n1/1578-8423-cpd-20-1-75.pdf

Strooband KF, Rosnay M, Okely AD. Prevalence and risk factors of pre‐schoolers' fine motor delay within vulnerable Australian communities. J Paed Child Health 2021;57:114-20. https://doi.org/10.1111/jpc.15152

Dos Santos RS, de Lima Barreto AOO, da Silva MCCPB, Sa Nogueira HOV, Peres RT, Ribeiro MG, et al. Agreement Between Alberta Infant Motor Scale Assessment and Maternal Perception of Motor Development in Full-Term Infants. Develop Neurorehab 2022;25:417-25. https://doi.org/10.1080/17518423.2022.2052373

Brian A, Pennell A, Taunton S, Starrett A, Howard-Shaughnessy C, Goodway JD, et al. Motor competence levels and developmental delay in early childhood: A multicenter cross-sectional study conducted in the USA. Sports Med 2019;49:1609-18. https://doi.org/10.1007/s40279-019-01150-5

Santos LRVD, Ferracioli MDC. Prevalence of children identified with motor difficulties. Cad Bras Terap Ocupac 2020;28:525-38. https://doi.org/10.4322/2526-8910.ctoAO1847

Hagan J, Shaw JS, Duncan PM. Bright futures: Guidelines for health supervision of infants, children, and adolescents. 4th ed. Elk Grove Village:American Academy of Pediatrics; 2017.

Silva CA, Dalbello-Araujo M. Programa de Residência Multiprofissional em Saúde: o que mostram as publicações. Saúde Debate 2019;43:1240-58. https://doi.org/10.1590/0103-1104201912320

Engel G. The need for a new medical model: a challenge for biomedicine. Science 1977;196:129-36. https://doi.org/10.1016/b978-0-409-95009-0.50006-1

OMS – Organização Mundial da Saúde. CIF: Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (Internet address). Geneva: World Health Organization; 2001 (acessed in 2022/09/13). Available from: https://apps.who.int/iris/bitstream/handle/10665/42407/9788531407840_por.pdf?sequence=111

Barreto MCA, Andrade FG, Castaneda L, Castro SS. A Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF) como dicionário unificador de termos. Acta Fisiatr 2021;28:207-21. https://doi.org/10.11606/issn.2317-0190.v28i3a18848.gn

Souza LM, Sousa FC. A classificação internacional de funcionalidade, incapacidade e saúde: evolução das publicações brasileiras. Rev Saúde Dinâmica 2020;2:42-74. http://revista.faculdadedinamica.com.br/index.php/saudedinamica/article/view/42

Bronfenbrenner U, Ceci SJ. Nature-nuture reconceptualized in developmental perspective: A bioecological model. Psychol Rev 1994;101:568-86. https://doi.org/10.1037/0033-295x.101.4.568

De Barros RS, De Souza KM, Paiva GS, Da Silva EG, Da Silva DC, Mello CMS, et al. Principais instrumentos para avaliação do desenvolvimento neuropsicomotor em crianças no Brasil. Braz J Develop 2020;6:60393-406. https://doi.org/10.34117/bjdv6n8-451

Biz MCP, Chun RYS. Operacionalização da Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde, CIF, em um centro especializado em reabilitação. CoDAS 2020;32:e20190046. https://doi.org/10.1590/2317-1782/20192019046

Souza MT, Silva MD, Carvalho R. Revisão integrativa: o que é e como fazer. Rev Einstein 2010;8:102-6. https://doi.org/10.1590/s1679-45082010rw1134

Izidoro IR, Jorcuvich DI, Pereira VA, Rodrigues OMPR. Serviços especializados em intervenção precoce: elegibilidade e atuação multiprofissional. Rev CEFAC 2019;21:e4919. https://doi.org/10.1590/1982-0216/20192144919

Cieza A, Fayed N, Bickenbach J, Prodinger B. Refinements of the ICF Linking Rules to strengthen their potential for establishing comparability of health information. Disabil Rehabil 2016;41:574-83. https://doi.org/10.3109/09638288.2016.1145

Madaschi V. Tradução, adaptação transcultural e evidências de validade das escalas Bayley III de desenvolvimento infantil em uma população do município de Barueri, São Paulo (PhD thesis). São Paulo: Mackenzie; 2012.

https://dspace.mackenzie.br/bitstream/handle/10899/22514/Vanessa%20Madaschi.pdf?sequence=1&isAllowed=y

Saccani R. Validação da Alberta Infant Motor Scale para aplicação no Brasil: análise do desenvolvimento motor e fatores de risco para atraso em crianças de 0 a 18 meses (Master’s thesis). Porto Alegre: UFRGS; 2009.

https://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/18975/000733746.pdf

Pinheiro CL. Validade e confiabilidade da Movement Assessment Battery For Children - 2ª edição para crianças brasileiras de 4 a 8 anos de idade (Master’s thesis). Belo Horizonte: UFMG; 2015. http://www.eeffto.ufmg.br/eeffto/DATA/defesas/20170320155209.pdf

Mancini MC. Inventário da avaliação pediátrica de incapacidade (PEDI): manual da versão brasileira adaptada (Internet address). Belo Horizonte: UFMG; 2005 (acessed in: 2022/09/13). Available from: https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/4508637/mod_folder/content/0/Protocolos%20de%20avalia%C3%A7%C3%A3o/PEDI/PEDI2.pdf?forcedownload=1

Valentini NC, Barbosa M, Cini GV, Pick RK, Spessato B, Balbinotti M. Test of gross motor development: Expert validity, confirmatory validity and internal consistence. Rev Bras Cineantropom Desem Hum 2008;10:399-404. https://doi.org/10.5007/1980-0037.2008v10n4p399

Filgueiras A, Pires P, Maissonete S, Landeira-Fernandez J. Psychometric properties of the Brazilian-adapted version of the Ages and Stages Questionnaire in public child daycare centers. Early Hum Dev 2013;89:561-76. https://doi.org/10.1016/j.earlhumdev.2013.02.005

Frankenburg W, Dodds JB, Archer P, Bresnick B, Maschka P, Edelman N, et al. Denver II: teste de triagem do desenvolvimento: manual de treinamento (Internet address). São Paulo: Hogrefe; 2017 (acessed in: 2022/09/13). Available from: https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/4508637/mod_folder/content/0/Protocolos%20de%20avalia%C3%A7%C3%A3o/Denver%20II/Manual%20DenverII.pdf?forcedownload=1

Florian L, Hollenweger J, Simeonsson R, Wedell K, Riddell S, Terzi L, et al. Cross-cultural perspectives on the classification of children with disabilities: Part I. Issues in the classification of children with disabilities. J Spec Educ 2006;40:36-45. https://doi.org/10.1177/00224669060400010401

Conceição FS, Gerzson LR, Almeida CS. Interação familiar e social no desenvolvimento motor infantil: uma revisão integrativa. Cad Edu Saude Fis 2019;6:83-94. https://doi.org/10.18310/2358-8306.v6n12.a7

Almeida TGA, Caçola PM, Gabbard C, Correr MT, Vilela Junior GB, Santos DCC. Comparações entre o desempenho motor e oportunidades de estimulação motora no ambiente domiciliar de lactentes residentes nas regiões Sudeste e Norte do Brasil. Fisioter Pesq 2015;22:142-7. https://doi.org/10.590/1809-2950/13306322022015

Banátová K, Psotta R. The MABC-2 Checklist: A Review of the Psychometric Properties of A Screening Tool for Developmental Coordination Disorder. J Occupat Therap Sch Early Interv 2021;15:72-89. https://doi.org/10.1080/19411243.2021.1934228

Santos LR, Barbosa E, Braga SEM, Moussa L, Mendes MRP. Avaliação do Desenvolvimento Neuropsicomotor por meio da Escala Motora Infantil Alberta e sua Importância na Intervenção Precoce: uma revisão de literatura. Pesq Ação 2017;2:36-45. http://publicacoes.unifran.br/index.php/pesquisa/article/view/331/454

Vaz DV, Silva PL, Mancini MC, Carello C, Kinsella-Shaw J. Towards an ecologically grounded functional practice in rehabilitation. Hum Mov Sci 2017;52:117-32. https://doi.org/10.1016/j.humov.2017.01.010

Dornelas LF, Defilipo EC. Proposta de roteiro para avaliação dos fatores ambientais de crianças e adolescentes sob a perspectiva da CIF. Rev Pesqui Fisioter 2022;12:e4732. https://doi.org/10.17267/2238-2704rpf.2022.e4732

Mélo TR, Araujo LB, Novakoski KRM, Israel VL. Instrumentos de avaliação de bebês pelo modelo da CIF. Fisioter Pesquis 2019;26:380-93. https://doi.org/10.1590/1809-2950/18026126042019

Guimarães MAP, Magalhães LC, Moreira RS, Bessa FR, Alves CRL. Survey of Well-Being of Young Children (SWYC): Preliminary Norms for Screening for Developmental Delay in Brazilian Children Younger than 65 Months. J Dev Behav Pediatr 2022;00:1–9. https://doi.org/10.1097/DBP.0000000000001133

Downloads

Publicado

2023-05-09

Como Citar

Belo Alencar, A. C., Nunes Martins, J. D., de Castro Ferracioli Gama, M. ., Sulyvan de Castro, S., & Viana Cardoso, K. V. (2023). Domínios da CIF em instrumentos de avaliação do desenvolvimento motor: uma revisão integrativa. Revista Neurociências, 31, 1–23. https://doi.org/10.34024/rnc.2023.v31.14605

Edição

Seção

Artigos de Revisão
Recebido: 2022-11-22
Aceito: 2023-04-19
Publicado: 2023-05-09

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.