Doenças neurodegenerativas em adultos e idosos: um estudo epidemiológico descritivo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.34024/rnc.2021.v29.12348

Palavras-chave:

Doenças Neurodegenerativas, Epidemiologia, Adulto, Idoso, Envelhecimento

Resumo

Introdução. As doenças neurodegenerativas correspondem a moléstias causadas pela perda progressiva de neurônios nas estruturas do sistema nervoso, resultando em alterações funcionais gradativas. Objetivo. Descrever variáveis referentes as doenças neurodegenerativas em adultos e idosos no Brasil. Método. Trata-se de um estudo epidemiológico descritivo, construído a partir de dados coletados do Departamento de Informática do SUS, através da ferramenta TabNet. Foram incluídas, por meio da lista de morbidade CID-10, a doença de Alzheimer, doença de Parkinson e esclerose múltipla. Resultados. No período de dezembro de 2010 a dezembro de 2020, as internações por doenças neurodegenerativas totalizaram quase 51 mil casos, configurando aproximadamente 570 mil dias de permanência e pouco mais de 3 mil registros de óbitos. Conclusão. Verificou-se uma tendência crescente nos registros de internações por doenças neurodegenerativas, bem como no número de óbitos. observa-se a necessidade de maiores investimentos em medidas que proporcionem um envelhecimento saudável.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Marchi F, Contaldi E, Magistrelli L, Cantello R, Comi C, Mazzani L. Telehealth in Neurodegenerative Diseases: Opportunities and Challenges for Patients and Physicians. Brain Sci 2021;11:1-22. http://dx.doi.org/10.3390/brainsci11020237

Rekatsina M, Paladini A, Piroli A, Zis P, Pergolizzi JV, Varrassi G. Pathophysiology and Therapeutic Perspectives of Oxidative Stress and Neurodegenerative Diseases: A Narrative Review. Rev Adv Ther 2019;37:113-39. http://dx.doi.org/10.1007/s12325-019-01148-5

Sheikh S, Safia, Haque E, Mir SS. Neurodegenerative Diseases: Multifactorial Conformational Diseases and Their Therapeutic Interventions. J Neurodegener Dis 2013;2013:1-8. http://dx.doi.org/10.1155/2013/563481

Dugger BN, Dickson DW. Pathology of Neurodegenerative Diseases. Cold Spring Harb Perspect Biol 2017;9:1-22. http://dx.doi.org/10.1101/cshperspect.a028035

Love S. Post mortem sampling of the brain and other tissues in neurodegenerative disease. Histopathol 2004;44:304-17. http://dx.doi.org/10.1111/j.1365-2559.2004.01794.x

Gilter AD, Dhillon P, Shorter J. Neurodegenaritive diseases: models, mechanisms, and a new hope. Dis Models Mechan 2017;10:499-502. http://dx.doi.org/10.1242/dmm.030205

Schlachetzki J, Saliba SW, Oliveira ACP. Studying neurodegenerative diseases in culture models. Rev Bras Psiquiatr 2013;35:92-100. http://dx.doi.org/10.1590/1516-4446-2013-1159

Stephenson J, Nutma E, van der Valk P, Amor S. Inflammation in CNS neurodegenerative diseases. Immunology 2018;154:204-19. http://dx.doi.org/10.1111/imm.12922

Heemels MT. Neurodegenerative diseases. Nature 2016;539:179. http://dx.doi.org/10.1038/539179a

Hou Y, Dan X, Babbar M, Wei Y, Hasselbalch SG, Croteau DL, et al. Ageing as a risk factor for neurodegenerative disease. Nat Rev Neurol 2019;15:565-81. http://dx.doi.org/10.1038/s41582-019-0244-7

Cunnane SC, Trushina E, Morland C, Prigione A, Casadesus G, Andrews ZB, et al. Brain energy rescue: an emerging therapeutic concept for neurodegenerative disorders of ageing. Nat Rev Drug Discov 2020;19:609-33. http://dx.doi.org/10.1038/s41573-020-0072-x

Beghi E. The Epidemiology of Epilepsy. Neuroepidemiology 2019;54:185-91. http://dx.doi.org/10.1159/000503831

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Síntese de indicadores sociais: uma análise das condições de vida da população brasileira (endereço na internet). Rio de Janeiro: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística; 2013 (acessado 02/2021).Disponível em: http://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv66777.pdf

Oliveira AS. Transição demográfica, transição epidemiológica e envelhecimento populacional no brasil. Rev Bras Geo Med Saúde 2019;15:69-79. http://dx.doi.org/10.14393/Hygeia153248614

Boccolini CS. Morbimortalidade por doenças crônicas no Brasil: situação atual e futura. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2016. https://saudeamanha.fiocruz.br/wp-content/uploads/2017/11/PJSSaudeAmanha_Texto0022_2016_v05.pdf

Siuly S, Zhang Y. Medical big data: neurological diseases diagnosis through medical data analysis. Data Sci Eng 2016;1:54-64. http://dx.doi.org/10.1007/s41019-016-0011-3

Müller AB, Valentini NC, Pinto MEB. Fisioterapia em hospitalizações evitáveis por condições sensíveis à atenção primária. Fisioter Mov 2016;29:183-92. http://dx.doi.org/10.1590/0103-5150.029.001.AR03

Wynford-Thomas R, Robertson NP. The economic burden of chronic neurological disease. J Neurol 2017;264:2345-7. http://dx.doi.org/10.1007/s00415-017-8632-7

Rodrigues MM. Tendência das internações e da mortalidade de idosos por condições sensíveis à atenção primária. Rev Bras Epidemiol 2019;22:1-11. http://dx.doi.org/10.1590/1980-549720190010

Marques AP, Montilla DER, Almeida WS, Andrade CLT. Internação de idosos por condições sensíveis à atenção primária à saúde. Rev Saúde Pública 2014;48:817-26. http://dx.doi.org/10.1590/S0034-8910.2014048005133

Halter JB, Ouslander JG, Tinetti ME, Studenski S, High KP, Asthana S. Hazzard´s Geriatric Medicine & Gerontology. 6th ed. New York, McGraw Hill; 2009. https://accessmedicine.mhmedical.com/content.aspx?bookid=371&sectionid=41587600

Ginter E, Simko V. Women live longer than men. Bratisl Lek Listy 2013;114:45-9. http://dx.doi.org/10.4149/bll_2013_011

Teixeira DB. Atenção à saúde do homem: análise da sua resistência na procura dos serviços de saúde. Rev Cubana Enferm 2016;32. http://www.revenfermeria.sld.cu/index.php/enf/article/view/985/209

BNDS. Visconti GR, Santos MR. Região Sudeste: recuperando para desenvolver (acessado 02/2021). Disponível em: https://web.bndes.gov.br/bib/jspui/bitstream/1408/13074/3/Regi%C3%A3o%20Sudeste%20-%20recuperando%20para%20desenvolver_7_P_BD.pdf

Araújo EM, Costa MCN, Hogan VK, Araújo TM, Dias AB, Oliveira LA. The use of the variable of race/color within Public Health: possibilities and limits. Interface 2009;13:383-94. http://dx.doi.org/10.1590/S1414-32832009000400012

Nelma NS, Favachol VBC, Boskall GA, Andrade EC, Merces NP, Oliveira MAF. Acesso da população negra a serviços de saúde: revisão integrativa. Rev Bras Enferm 2020;73:1-9. http://dx.doi.org/10.1590/0034-7167-2018-0834

Downloads

Publicado

2021-09-18

Como Citar

Guedes da Paz, E., de Jesus da Silva Mendes, D. ., Nogueira Brito, S., & Oliveira Barbosa, W. . (2021). Doenças neurodegenerativas em adultos e idosos: um estudo epidemiológico descritivo. Revista Neurociências, 29, 1–11. https://doi.org/10.34024/rnc.2021.v29.12348

Edição

Seção

Artigos Originais
Recebido em 2021-06-26
Aceito em 2021-08-23
Publicado em 2021-09-18