Avaliação do desempenho funcional em crianças com suspeita de transtorno do espectro autista

Autores

DOI:

https://doi.org/10.34024/rnc.2021.v29.12183

Palavras-chave:

Autismo, Atividades Cotidianas, criança, Programas de Rastreamento

Resumo

Introdução. O transtorno do espectro autista (TEA) promove alterações no desenvolvimento infantil interferindo diretamente no seu desempenho funcional. Os seus sinais precoces podem ser observados entre o primeiro e o segundo ano de vida, mas tendem a ser identificados aos 5 anos de idade, no Brasil. Dados relacionados ao perfil e capacidade funcional podem auxiliar no reconhecimento das características autísticas do infante uma vez que as alterações comportamentais podem prejudicar o aprendizado e a performance nas AVDs promovendo uma maior necessidade de assistência para as suas execuções. Objetivo. Averiguar o desempenho funcional das crianças com risco para TEA e verificar se ele pode ser considerado uma possível ferramenta para o rastreamento do TEA. Método. Contou-se com a participação de 9 crianças do sexo masculino, que apresentavam risco para TEA segundo avaliação do Protea-R, com idades entre 2 anos e 6 meses a 3 anos e 5 meses de idade. A avaliação do desempenho funcional ocorreu pelo PEDI. Resultados. Os resultados encontrados demonstraram um baixo desempenho funcional nas crianças avaliadas, diferentes graus da necessidade de assistência nas AVD`s e uma correlação positiva entre a função social e a dependência do cuidador. Conclusão. O PEDI apresenta um potencial contundente para o rastreamento precoce do TEA.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

American PsychiatricAssociation (APA). Manual diagnóstico e estatístico de transtornos mentais: DSM–5. Porto Alegre: Artmed, 2014.

Silva WN, Rocha ANDC, Freitas FPM. Perfil de Crianças com Transtorno do Espectro Autista em Relação à Independência nas Atividades de Vida Diária. Rev Dial Persp Educ Esp 2018;5:71-84. https://doi.org/10.36311/2358-8845.2018.v5n2.06.p71

Matsukura TS, Menecheli LA. Famílias de Crianças Autistas: Demandas e Expectativas Referentes ao Cotidiano de Cuidados e o Tratamento. Cad Ter Ocup UFSCar 2011;19:137-52. http://www.cadernosdeterapiaocupacional.ufscar.br/index.php/cadernos/article/view/457/321

Bosa C. Atenção compartilhada e identificação precoce do Autismo. Psicol Refl Crít 2002;15:77-88. https://www.scielo.br/j/prc/a/P6p4y7ZqzhBVVfTPhXhB3Jc/?lang=pt&format=pdf#:~:text=Considerando%20que%20a%20habilidade%20de,e%20fidedigno%20indicador%20precoce%20de

Souza MS, Braga PP. O Inventário de Avaliação Pediátrica de Incapacidade e Suas Contribuições para Estudos Brasileiros. RevFundCare Online 2019;11:1368-75. http://dx.doi.org/10.9789/2175- 5361.2019.v11i5.1368-1375.

American Occupational Therapy Association (AOTA). Estrutura da prática da Terapia Ocupacional: domínio & processo - 3a ed. traduzida. Rev Ter Ocup USP 2015;26:1-49. https://doi.org/10.11606/issn.2238-6149.v26iespp1-49

Bosa CA, Salles JF. Sistema PROTEA-R de avaliação da suspeita de Transtorno do espectro Autista. São Paulo: Vetor, 2018.

Mancini MC. Inventário de Avaliação Pediátrica de Incapacidade (PEDI): manual da versão brasileira adaptada. Belo Horizonte: UFMG, 2005.

Swaiman K, Ashwal S, Ferriero D, Schor N, Finkel R, Gropman A, et al. Swaiman's Pediatric Neurology. In: Hirtz D, Wagner A, Filipek P, Sherr E (ed.). Autistic Spectrum Disorders. 6 ed. Edinburgh: Elsevier. 2018; p459-71.

Catelli CLRQ, D`antino MEF, Blascovi-Assis SM. Aspectos Motores em Indivíduos com Transtorno do Espectro Autista: Revisão de Literatura. CPDD 2016;16:56-65. https://www.mackenzie.br/fileadmin/ARQUIVOS/Public/6-pos-graduacao/upm-higienopolis/mestrado-doutorado/disturbios_desenvolvimento/2016/cadernos/1/ASPECTOS_MOTORES_EM_INDIVIDUOS_COM_TRANSTORNO_DO_ESPECTRO_AUTISTA_-_REVISAO_DE_LITERATURA.pdf

Teixeira BM, Carvalho FT, Vieira JRL. Avaliação do Perfil Motor em Crianças de Teresina - PI com Transtorno do Espectro Autista (TEA). Rev Educ Esp 2019;32:71. https://doi.org/10.5902/1984686X33648

Tabaquim MLM, Vieira RGS, Razera APR, Ciasca SM. Autoeficácia de cuidadores de crianças com o transtorno do espectro autista. Rev Psicoped 2015;32:285-92. http://pepsic.bvsalud.org/pdf/psicoped/v32n99/02.pdf

Faro KCA, Santos RB, Bosa CA, Wagner A, Silva SSC. Autismo e mães com e sem estresse: análise da sobrecarga materna e do suporte familiar. Psico (Porto Alegre) 2019;50:e30080. https://doi.org/10.15448/1980-8623.2019.2.30080

Downloads

Publicado

2021-09-08

Como Citar

Souza, A. B. de, Meurer, L. de M., & Cymrot, R. (2021). Avaliação do desempenho funcional em crianças com suspeita de transtorno do espectro autista. Revista Neurociências, 29, 1=14. https://doi.org/10.34024/rnc.2021.v29.12183

Edição

Seção

Artigos Originais
Recebido em 2021-05-17
Aceito em 2021-07-28
Publicado em 2021-09-08

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)