Ritmos biológicos: como o mau uso de smartphones pode influenciar negativamente o sono

Autores

DOI:

https://doi.org/10.34024/rnc.2021.v29.11394

Palavras-chave:

Sono, Dispositivos eletrônicos, Ciclo circadiano, Sono; Dispositivos eletrônicos; Ciclo circadiano; Desregulação.

Resumo

Objetivos. Buscar conhecimentos aprofundados acerca da fisiologia do sono e seus mecanismos; entender a relação entre a exposição à luz dos dispositivos eletrônicos e os mecanismos do sono; buscar formas para amenizar os efeitos negativos, a fim de se ter uma qualidade de vida melhor. Método. Revisão integrativa da literatura utilizando as bases de dados PubMed, para busca de materiais em inglês, e a base Google Acadêmico, para busca de materiais em português. Resultados. A pesquisa inicial encontrou 4067 resultados, que após todo o processo de seleção foram 33 artigos analisados. Conclusão. O Ciclo Circadiano é de suma importância para o corpo e a manutenção da homeostasia, ressalta-se que a população precisa ser alertada para um uso moderado dos dispositivos emissores de luz e educada para a utilização de artifícios que reduzam a emissão de luz nociva que desregula este ciclo, a fim de se ter uma melhora na qualidade de vida.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Filho CF. História da Computação: O Caminho do Pensamento e da Tecnologia. Porto Alegre: EDIPUCTS, 2007, 205 p. https://books.google.com.br/books?id=_YRy1lKnniEC&hl=pt-BR

Rocha JC. Cor luz, cor pigmento e os sistemas RGB e CMY. Rev Belas Artes 2010;2:1–19.

http://www.belasartes.br/revistabelasartes/downloads/artigos/3/cor-luz-cor-pigmento-e-os-sistemas-rgb-e-cmy.pdf

Seito TH. Ciclos de atividade/repouso e alimentação/jejum associados ao uso de equipamentos eletrônicos: aspectos comportamentais e padrões temporais (Tese). São Paulo: Universidade de São Paulo; 2017.

https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47135/tde-21032017-111443/pt-br.php

Freitas CCM, Gozzoli ALDM, Konno JN, Fuess VLR. Relação entre uso do telefone celular antes de dormir, qualidade do sono e sonolência diurna. Rev Med 2017;96:14–20. https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v96i1p14-20

Cercatti MJP. A Frequência da Utilização de Videojogos e sua Influência na Qualidade do Sono de Crianças em Idade Escolar. Lisboa: Universidade Autônoma de Lisboa, 2018.

http://hdl.handle.net/11144/3899

Lima RC. A luz irrompe onde já nenhum sol brilha. Lisboa: Centro de Literaturas e Culturas Lusófonas e Europeias. 2018, 24 p. https://recipp.ipp.pt/handle/10400.22/12883

Diogo FMC. Análise comparativa dos padrões de sono entre adolescentes do ensino médio e superior (monografia). Natal: Universidade Federal do Rio Grande do Norte, 2018, 76p. https://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/7898

Haim A, Zubidat AE. Artificial light at night: Melatonin as a mediator between the environment and epigenome. Philos Trans R Soc Lond B Biol Sci 2015;370:20140121.

http://dx.doi.org/10.1098/rstb.2014.0121

Zubidat AE, Haim A. Artificial light-At-night-a novel lifestyle risk factor for metabolic disorder and cancer morbidity. J Basic Clin Physiol Pharmacol 2017;28:295-313.

http://dx.doi.org/10.1515/jbcpp-2016-0116

Harb ABC. Aspectos cronobiologicos da síndrome do comer noturno (Tese). Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul; 2013. https://lume.ufrgs.br/handle/10183/87175

Touitou Y, Reinberg A, Touitou D. Association between light at night, melatonin secretion, sleep deprivation, and the internal clock: Health impacts and mechanisms of circadian disruption. Life Sci 2017;173:94-106. http://dx.doi.org/10.1016/j.lfs.2017.02.008

Garcia ADS. Avaliação da qualidade do sono na perspectiva do conforto para o pós-graduando em enfermagem (dissertação). Rio de Janeiro: Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO; 2018. http://www.unirio.br/ppgenf/dissertacoes/dissertacoes-ppgenf-unirio-ano-2018/dissertacao-andrea-dos-santos

Leonardo MEM. Avaliação do efeito do jogo "quarto perfeito: aprenda a dormir bem” nos parâmetros e hábitos de sono de crianças saudáveis (Tese). Natal: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; 2018, 191p.

https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/25654

Sander B, Markvart J, Kessel L, Argyraki A, Johnsen K. Can sleep quality and wellbeing be improved by changing the indoor lighting in the homes of healthy, elderly citizens? Chronobiol Int 2015;32:1049-60. http://dx.doi.org/10.3109/07420528.2015.1056304

Silva LC, Maia LD, Pinheiro DR, Matias LSM, Salvo VF, André JO, et al. Correlação entre a Exposição Diária à Luz Azul Violeta Emitida por Dispositivos Digitais e a Visão de Adultos Jovens. Saúde em Rev 2015;15:47-55. https://doi.org/10.15600/2238-1244/sr.v15n41p47-65

Thorne HC, Jones KH, Peters SP, Archer SN, Dijk DJ. Daily and seasonal variation in the spectral composition of light exposure in humans. Chronobiol Int 2009;26:854-66.

http://dx.doi.org/10.1080/07420520903044315

Rabstein S, Burek K, Lehnert M, Beine A, Vetter C, Harth V, et al. Differences in twenty-four-hour profiles of blue-light exposure between day and night shifts in female medical staff. Sci Total Environ 2019;653:1025-33. http://dx.doi.org/10.1016/j.scitotenv.2018.10.293

Lee S, Kakitsuba N, Katsuura T. Do green-blocking glasses enhance the nonvisual effects of white polychromatic light? J Physiol Anthropol 2018;37:29. http://dx.doi.org/10.1186/s40101-018-0189-3

Giménez MC, Beersma DGM, Bollen P, Van Der Linden ML, Gordijn MCM. Effects of a chronic reduction of short-wavelength light input on melatonin and sleep patterns in humans: Evidence for adaptation. Chronobiol Int 2014;31:690-7.

http://dx.doi.org/10.3109/07420528.2014.893242

Tosini G, Ferguson I, Tsubota K. Effects of blue light on the circadian system and eye physiology. Mol Vis 2016;22:61-72.

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4734149/pdf/mv-v22-61.pdf

Cunha JP, Ferreira J, Paiva T, Castanheira-dinis A. Filtro Amarelo e o Ritmo Circadiário. Oftalmologia 2011;35:53-60.

https://www.spoftalmologia.pt/wp-content/uploads/2011/01/revista_spo_n1_2011_pp.53-60.pdf

Kasecker FG, Nunes CP. Melatonina e glândula pineal. Rev Fac Med Teresóp 2017;1:109-29.

http://www.revista.unifeso.edu.br/index.php/faculdadedemedicinadeteresopolis/article/view/590/389

Smolensky MH, Sackett-Lundeen LL, Portaluppi F. Nocturnal light pollution and underexposure to daytime sunlight: Complementary mechanisms of circadian disruption and related diseases. Chronobiol Int 2015;32:1029-48.

http://dx.doi.org/10.3109/07420528.2015.1072002

Silveira FAS. O impacto da restrição crónica de sono na função cognitiva e humor em adolescentes (Tese). Lisboa: Universidade de Lisboa; 2017.

https://repositorio.ul.pt/bitstream/10451/31302/1/FernandaASSilveira.pdf

Walker DP, Vollmer-Snarr HR, Eberting CLD. Ocular hazards of blue-light therapy in dermatology. J Am Acad Dermatol 2012;66:130-5. http://dx.doi.org/10.1016/j.jaad.2010.11.040

Rybnikova N, Portnov BA. Population-level study links short-wavelength nighttime illumination with breast cancer incidence in a major metropolitan area. Chronobiol Int 2018;1-11. https://doi.org/10.1080/07420528.2018.1466802

Teixeira SS. Efeitos da privação do sono na ingestão alimentar (Tese). Porto: Universidade do Porto; 2017. https://repositorio-aberto.up.pt/bitstream/10216/106002/2/202787.pdf

Bonmati-Carrion MA, Arguelles-Prieto R, Martinez-Madrid MJ, Reiter R, Hardeland R, Rol MA, et al. Protecting the melatonin rhythm through circadian healthy light exposure. Int J Mol Sci 2014;15:23448-500. https://doi.org/10.3390/ijms151223448

Marques JACP. Qualidade de Sono de Adolescentes em Contexto Escola (Tese). Coimbra: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra; 2017.https://repositorio.esenfc.pt/private/index.php?process=download&id=52968&code=249

Galina SD. Relação entre exposição à luz em sala de aula, ciclo sono-vigília e atenção em adolescentes de diferentes cidades do RN (Tese). Natal: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; 2017. https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/23843

Kayaba M, Iwayama K, Ogata H, Seya Y, Kiyono K, Satoh M, et al. The effect of nocturnal blue light exposure from light-emitting diodes on wakefulness and energy metabolism the following morning. Environ Health Prev Med 2014;19:354-61. https://doi.org/10.1007/s12199-014-0402-x

Dunican IC, Martin DT, Halson SL, Reale RJ, Dawson BT, Caldwell JA, et al. The effects of the removal of electronic devices for 48 hours on sleep in elite judo athletes. J Strength Cond Res 2017;31:2832-9. https://doi.org/10.1519/JSC.0000000000001697

Bedrosian TA, Nelson RJ. Timing of light exposure affects mood and brain circuits. Transl Psychiatry 2017;7:1-9.

http://dx.doi.org/10.1038/tp.2016.262

Anacleto TS. Uso de dispositivos eletrônicos e padrões do ciclo vigília/sono de crianças e adolescentes urbanos (Tese). Cutitiba: Universidade Federal do Paraná; 2017.

https://acervodigital.ufpr.br/handle/1884/47360

Souza AF, Miranda ACO. Os problemas causados pelo uso excessivo de smartphones (Monografia). Caucaia: Instituto Federal do Ceará-Campus Caucaia; 2018. http://prpi.ifce.edu.br/nl/_lib/file/doc4147-Trabalho/ARTIGO terminado.pdf

Guyton AC. Fisiologia Humana. 6th ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 1998. 555p.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatistica. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicilios : síntese de indicadores 2001/IBGE, Departamento de Emprego e Rendimento. Rio de Janeiro: IBGE; 2002. https://biblioteca.ibge.gov.br/index.php/biblioteca-catalogo?view=detalhes&id=21061

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatistica. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicilios : síntese de indicadores 2011. Rio de Janeiro: IBGE; 2012; 281p.

https://biblioteca.ibge.gov.br/index.php/biblioteca-catalogo?view=detalhes&id=261566

Downloads

Publicado

2021-06-16

Como Citar

da Silva Santos, A., & Freitas, E. A. de. (2021). Ritmos biológicos: como o mau uso de smartphones pode influenciar negativamente o sono. Revista Neurociências, 29. https://doi.org/10.34024/rnc.2021.v29.11394

Edição

Seção

Artigos de Revisão
Recebido em 2020-11-10
Aceito em 2021-04-27
Publicado em 2021-06-16