Abordagem Fisioterapêutica nas Manifestações Neurológicas Decorrentes do Alcoolismo

Autores

  • Mônica Lavado Moreira
  • Sissy Veloso Fontes
  • Tatiana Ferraiola Almeida
  • Marcia Maiumi Fukujima

DOI:

https://doi.org/10.34024/rnc.1999.v7.10311

Palavras-chave:

Fisioterapia, alcoolismo, instituições especializadas

Resumo

O espectro de comprometimento orgânico pelo álcool varia amplamente, sendo seu consumo responsável por distúrbios no sistema nervoso central (ambliopia tabaco-álcool, degeneração cerebelar alcoólica, encefalopatia hepática, encefalopatia de Marchiafava-Bignami, encefalopatia de Wernicke, mielinólise pontina, psicose de Korsakoff) e periférico (neuropatias periféricas), dentre outras. A doença alcoolismo deve ser tratada por equipe multidisciplinar, pois os sinais e os sintomas clínicos são bastante variáveis. Nas instituições de assistência ao alcoólatra visitadas, não foram encontrados profissionais fisioterapeutas, fazendo parte da equipe multidisciplinar. Este estudo conclui que a fisioterapia, pelos seus diversos recursos terapêuticos pode, quando ministrada por fisioterapeuta especializado, prevenir, minimizar e tratar diversas manifestações físicas que esta doença pode acarretar, de modo a colaborar com a reabilitação integral e integrada desses enfermos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

1. Fortes JRA, Cardo WN. In: Alcoolismo: diagnóstico e tratamento. Ed. Sarvier, São Paulo, 1991.
2. Ramos SP, Bertolote JP. In: Alcoolismo hoje. Ed. Artes Médicas Sul Ltda., Porto Alegre, 1997.
3. Gitlow S, Peyser H. In: Alcoolismo: um guia prático de tratamento. Ed. Artes Médicas Sul Ltda., Porto Alegre, 1991.
4. Hirata ES, Almeida OP, Funari RR, Klein EL. Alcoholism in a geriatric outpatients clinic of São Paulo-Brasil. Int Psychogeriatric, 9(1):95-103, 1997.
5. Chaieb JÁ, Castellarian C. Smoking associated with alcoholism: introduction to the major human dependencies. Rev Saúde Pública, 32(3):246-54, 1998.
6. Reid MC, Fiellin DA, Oconnor PG. Hazardous and harmful alcohol consumption in primary care. Arch Intern Med, 159(15):1681-9, 1999.
7. Foster JH, Powel JE, Marshall EJ, Peters TJ. Quality of life in alcohol-dependent subjects: a review. Qual Life Res, 8(3):255-61, 1999.
8. Marino A, Costa R. Alcoholism – Aspects of its pharmacology, clinical picture and therapy. Recenti Prog Med, 84(10):70921, 1993.
9. Benjamin K. Doenças neurológicas e do comportamento. In: Wyngaardeen JB, Smith LH. Cecil – Tratado de medicina interna. Ed. Interamericana, Rio de Janeiro, 1984, p. 20482054.
10. Sherlock S. In: Doenças do fígado e do sistema biliar. Ed Guanabara Koogan, Rio de Janeiro, 1990.
11. Prante AJ, Castellano FFJ. In: Álcool e aparelho locomotor. Rev Bras Reum, 31:79-85,1991.
12. Ehrenreich H, Mangholz A, Scmitt M, Lieder P, Völkel W, Rüther E, Poser W. OLITA: an alternative in the treatment of therapy-resistant chronic alcoholics – First evaluation of a new approach. Eur Arch Psychiatry Clin Neurosci, 241(1):514, 1997.
13. Niederhauser HU, Schoch HK. The alcoholic patient in rehabilitation. Ther Umsch, 47(5):405-11, 1990.
14. Edwards S. In: Neurological physiotherapy – A problemsolving approach. Churchill Livingstone, New York, 1996.
15. Nieda KV, Michlovitz SL. Cryotherapy. In: Michlovitz SL. Thermal agents in rehabilitation. F.A. Davis Company, Philadelphia,1996.

Downloads

Publicado

1999-09-30

Como Citar

Moreira, M. L., Fontes, S. V., Almeida, T. F., & Fukujima, M. M. (1999). Abordagem Fisioterapêutica nas Manifestações Neurológicas Decorrentes do Alcoolismo. Revista Neurociências, 7(3), 104–107. https://doi.org/10.34024/rnc.1999.v7.10311

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 5 6 > >>