Comprometimento da função executiva em crianças com transtornos respiratórios do sono

  • Mariana Bezerra Rocha Figueiredo Unifesp
  • Márcio Moysés de Oliveira UFMA
  • Cristiane Fiqueni Conti UFMA
  • João Eduardo Coin-Carvalho UNIP
  • Lucila Bizari Fernandes do Prado Unifesp
  • Gilmar Fernandes do Prado Unifesp
  • Luciane Bizari Coin de Carvalho Unifesp

Resumo

Objetivo. Avaliar a função cognitiva das crianças com sintomas de transtornos respiratórios do sono (TRS) e comparar com um grupo controle (GC). Método. Foram avaliadas crianças de 6-10 anos de idade de escolas públicas. Crianças com sintomas de TRS foram selecionados por meio de um questionário de triagem sobre transtornos do sono em crianças. Foram avaliadas as funções cognitivas com WISC-III e com o teste Bender (BG) e comparadas por sexo e idade. Resultado. Foram estudadas 16 crianças com sintomas de TRS e 19 crianças sem qualquer distúrbio do sono (GC). Encontramos escores inferiores no subteste Armar Objetos para o grupo com TRS (p=0,04) e para o grupo TRS com 6-8 anos de idade (p=0,04) em comparação com GC. No BG, houve uma proporção mais elevada de erros no grupo com TRS (p=0,02) e para os meninos com TRS (0,04) em comparação com GC. Conclusão. Crianças com sintomas de TRS mostraram déficits na percepção visual-espacial, organização, planejamento e processos de construção espaciais demonstrando um menor desempenho no conjunto do subteste Armar Objetos do WISC-III e o maior número de erros no teste Bender.

Publicado
2019-12-02
Como Citar
Figueiredo, M. B. R., Oliveira, M. M. de, Conti, C. F., Coin-Carvalho, J. E., Prado, L. B. F. do, Prado, G. F. do, & Carvalho, L. B. C. de. (2019). Comprometimento da função executiva em crianças com transtornos respiratórios do sono. Revista Neurociências, 25, 1-14. Recuperado de https://periodicos.unifesp.br/index.php/neurociencias/article/view/10042
Seção
Artigos Originais

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##