O ensaio na época da morte do ensaio

  • Alcir Pécora Professor Titular do Departamento de Teoria Literária do Instituto de Estudos da Linguagem da Universidade Estadual de Campinas.
Palavras-chave: escrita acadêmica, universidade pública, humanidades, ensaio, singularidade, autoria

Resumo

Para falar de escrita acadêmica, parece interessante fazer intervir na discussão ao menos três questões implicadas no assunto: primeiro, a situação mais geral vivida pela universidade pública hoje, tanto no Brasil, como no exterior; segundo, a situação particular enfrentada pelas áreas de Humanidades, incluindo a questão do financiamento das suas pesquisas; terceiro, a natureza particular do ensaio, o gênero que está no núcleo da escrita nas várias áreas das Humanidades. Nada substitui o ensaio enquanto atividade primordial de nossa área, porque ele significa o reconhecimento da singularidade da forma, e também porque é próprio dele inscrever uma autoria igualmente única dentro dessa forma.

Referências

.
Publicado
2018-12-20
Como Citar
Pécora, A. (2018). O ensaio na época da morte do ensaio. Revista Limiar, 5(10), 64-79. Recuperado de https://periodicos.unifesp.br/index.php/limiar/article/view/9490