Nietzsche entre Wagner e Bizet:

artes da décadence, o teatro da excitação e o sapateado da dança moura

  • Isadora Petry Doutoranda no Programa de Pós-graduação em Filosofia da UNICAMP (FAPESP).
Palavras-chave: Friedrich Nietzsche, décadence, Wagner, Bizet

Resumo

A obra de arte total wagneriana é, para Nietzsche, uma lente de aumento a partir da qual será possível diagnosticar a décadence das artes e das sociedades europeias em geral. O diagnóstico nietzschiano evidencia a tensão entre a impossibilidade dos artistas modernos construírem uma grande arte e, ao mesmo tempo, de se contentarem com uma arte pequena, uma ‘arte da retidão’, o que conduziria, especificamente no caso de Wagner, a forjar a decadência em progresso. Expondo e considerando estes aspectos, o presente artigo problematizará algumas questões referentes ao caso Wagner/Bizet, mostrando como a personagem Carmen pode ser interpretada a partir das questões levantadas por Nietzsche a respeito da “dança moura”, em contraposição à excitação causada pelo narcótico do drama wagneriano.

Referências

ASTOR, D. “Rossini, músico do futuro. Nietzsche e Peter Gast na descoberta da grande saúde rossiniana”. In: Cadernos Nietzsche. v. 38, n.1, 2017

BARROS, F. de Moraes. O pensamento musical de Nietzsche. São Paulo: Perspectiva: Fapesp, 2007

BOURGET, P. Baudelaire. Trad. e apresentação Isadora Petry. Estudos Nietzsche. Espírito Santo. v.7, n.1, 2016.

BURNETT, H. Nietzsche, Adorno e um pouquinho de Brasil. São Paulo: UNIFESP, 2011.

_______. “Palavra e música na estética final de Nietzsche”. In: Philósophos, v. 20, n.2, 2015.

CAMPIONI, G. Les lectures françaises de Nietzsche. Paris: PUF, 2001.

DIAS, R. Nietzsche e a música. Ijuí/São Paulo: UNIJUÍ/Discurso Editorial, 2005.

D’IORIO, P. Nietzsche na Itália. Trad. Joana Angélica d’Avila Melo. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2014.

_______. Nietzsche entre Tristão e Carmen. Trad. Henry Burnett e Ernani Chaves. In: Estudos Nietzsche, vol. 3, n.2, 2012.

GIACÓIA JUNIOR, O. “Sonhos e pesadelos da razão esclarecida”. In: O que nos faz pensar: PUC-RJ, vol. 18, 2004.

GOETZ, B. “Nietzsche aimait-il vraiment Bizet?” In: Le Portique, vol. 8, 2001.

LABAN, R. O domínio do movimento. Trad. Anna Maria Barros de Vecchi e Maria Sílvia Mourão Netto. São Paulo: Summus editorial, 1978.

MAGEE, B. Aspects of Wagner. New York: OXFORD, 2009.

MONTINARI, M. “Nietzsche em Cosmópolis”. Trad. Ernani Chaves. In: StudiaNietzscheana, 2014. Org. D’IORIO, P.

MÜLLER-LAUTER, W. “Décadence artística enquanto décadence fisiológica: A propósito da crítica tardia de Friedrich Nietzsche a Richard Wagner”. Trad. Scarlett Marton. In: Cadernos Nietzsche, n.6, São Paulo, 1999.

NIETZSCHE, F. O caso Wagner/Nietzsche contra Wagner. Trad. Paulo César de Souza. São Paulo: Companhia das Letras, 1999.

________. Fragmentos Póstumos: 1887 – 1888. Vol. VII. Trad. Marco Antônio Casanova. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2012.

________. Crepúsculo dos ídolos. Trad. Paulo César de Souza São Paulo: Companhia das Letras, 2006.

________. A Gaia Ciência. Trad. Paulo César de Souza. São Paulo: Companhia das Letras, 2001.

________. Além do bem e do mal. Trad. Paulo César de Souza. São Paulo: Companhia das Letras, 2005.

________. Ecce homo: como alguém se torna o que é. Trad. Paulo César de Souza. São Paulo: Companhia das Letras, 2008.

________. Genealogia da Moral. Trad. Paulo César de Souza. São Paulo: Companhia das letras, 2009

PIAZZESI, C. Nietzsche: Fisiologia dell’arte e décadence. Lecce: Conte Editore, 2003.

PIERROT, J. L’imaginaire décadent. Paris: PUF, 1977.

PONTON, O. Nietzsche, Choses humaines, trop humaines, “De l'âme des artistes et des écrivains”, § 145 à 156. Paris: Ellipses, 2001.

SAFATLE, V. “Nietzsche e a ironia em música”. In: Cadernos Nietzsche, v. 21, 2006. SICA, G. La Carmen di Nietzsche. Disponível em: http://www.sfi.it/archiviosfi/cf/cf10/articoli/sica.htm.

SOMMER, U. Nietzsche, Wagner e a decadência. Trad. Fernando R. de Moraes Barros. In: Cadernos Nietzsche, v. 38, n. 1. Guarulhos/Porto Seguro, 2017.

WAGNER, R. A arte e a revolução. Trad. José M. Justo. Lisboa: Antígona, 2000.WOTLING, P. Nietzsche e o problema da civilização. Trad. Vinicius de Andrade. São Paulo: Barcarolla, 2013.

Publicado
2019-03-24
Como Citar
Petry, I. (2019). Nietzsche entre Wagner e Bizet:. Revista Limiar, 4(8), 106-134. https://doi.org/10.34024/limiar.2017.v4.9200