A noção de fé verdadeira na obra poética de Prudêncio: uma análise do poema Apotheosis

  • Ana Teresa Marques Gonçalves Universidade Federal de Goiás
Palavras-chave: Prudêncio, Apotheosis, Cristianismo, identidade, fé, heresia

Resumo

Num momento em que se buscava a consolidação dos princípios cristãos, levando os convertidos a terem práticas sociais próprias e diferenciadas das exercidas pelos gentios, Prudêncio oferece uma obra, denominada Apotheosis, na qual defende uma unicidade identitária para os cristãos, o que os faria identificar os erros das crenças indicadas como heréticas. Apresentando de forma poética os principais desvios na fé, o autor busca fornecer uma noção de fé verdadeira na qual os conversos poderiam se pautar para desenvolver as condutas corretas para aqueles que queriam seguir o Cristianismo e obter uma vida eterna após a morte. Trata-se de uma obra proselitista, que buscava fornecer cânones de exercício da fé cristã para os já convertidos e para os gentios em vias de conversão.

Biografia do Autor

Ana Teresa Marques Gonçalves, Universidade Federal de Goiás
Possui graduação em História pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1991), mestrado em História Social pela Universidade de São Paulo (1997) e doutorado em História Econômica pela Universidade de São Paulo (2002). Atualmente é professora associada de História Antiga e Medieval na Universidade Federal de Goiás. Tem experiência na área de História, com ênfase em História da Roma Antiga, atuando principalmente nos seguintes temas: Roma, Severos, poder, imaginário e propaganda.(Texto informado pelo autor)
Publicado
2018-03-23
Como Citar
Gonçalves, A. T. M. (2018). A noção de fé verdadeira na obra poética de Prudêncio: uma análise do poema Apotheosis. Heródoto: Revista Do Grupo De Estudos E Pesquisas Sobre a Antiguidade Clássica E Suas Conexões Afro-asiáticas, 2(2), 432-445. https://doi.org/10.31669/herodoto.v2i2.290