Sensos e contrassensos do Exílio Introdução e tradução ao ciclo de poemas Exílio 1-4 de Mahmud Darwich

Conteúdo do artigo principal

Marco Calil
Leda Tenório da Motta

Resumo

acompanhado de introdução crítica, este artigo traduz o ciclo de poemas Exílio 1-4, do livro Feito flores de amêndoa ou mais além, do ano de 2005, de Mahmud Darwich. O objetivo é ampliar a recepção no Brasil deste importante poeta da catástrofe palestina, enfatizando-se a surpreendente esquiva ao sentido e o particularíssimo modo de pertencimento ao Testemunho de sua prosa poética. Sem ser Literatura de Testemunho (no caso, da Nakba), postos entre a resistência à ocupação israelense e o verso modernista árabe, os fluxos de depoimento confundem não apenas o poético e o prosaico, mas o tom e a forma, o som e o sentido, o realismo e o simbolismo, com consequências éticas e estéticas, um estar fora de lugar do sujeito na vida e na palavra. Convidam-se os leitores a considerar novas visões da tradução como operadora do desarme da suficiência da palavra, nas sendas das desconstruções, das semiologias do contrassenso e das negatividades.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
CALIL, M.; TENÓRIO DA MOTTA, L. Sensos e contrassensos do Exílio: Introdução e tradução ao ciclo de poemas Exílio 1-4 de Mahmud Darwich. EXILIUM Revista de Estudos da Contemporaneidade, [S. l.], v. 4, n. 7, p. 149–185, 2023. DOI: 10.34024/exilium.v4i7.15234. Disponível em: https://periodicos.unifesp.br/index.php/exilium/article/view/15234. Acesso em: 27 fev. 2024.
Seção
Literários
Biografia do Autor

Marco Calil, Departamento de Comunicação e Semiótica na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (COS-PUC-SP)

Marco Calil é doutorando pelo COS-PUC-SP, bolsista CNPq pelo projeto temático “Novas perspectivas de reflexão sobre a hipermídia e a produção de conhecimento nos processos comunicacionais: inovação e convergências tecnológicas”.

Leda Tenório da Motta, Departamento de Comunicação e Semiótica na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (COS-PUC-SP)

Leda Tenório da Motta é tradutora, crítica literária e professora universitária no Departamento de Comunicação e Semiótica na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (COS-PUC-SP).