Preservação e Educação Ambiental na perspectiva de uma comunidade universitária

Autores

  • Sara Barroso de Oliveira Almeida Universidade do Estado do Rio Grande do Norte
  • Luiz Di Souza Universidade do Estado do Rio Grande do Norte
  • Vinícius Patrício da Silva Caldeira Universidade do Estado do Rio Grande do Norte https://orcid.org/0000-0001-5819-4627

DOI:

https://doi.org/10.34024/revbea.2021.v16.12305

Palavras-chave:

Percepção ambiental, Universidade, Rio Grande do Norte

Resumo

Conhecer a percepção ambiental da sociedade é estratégico para melhorar a relação homem-natureza. Assim, objetivamos investigar a percepção da comunidade acadêmica da UERN, em Mossoró (RN), sobre a preservação do meio ambiente e a Educação Ambiental (EA). Submeteram-se 373 discentes, 48 docentes e 75 servidores a um questionário eletrônico autoaplicável, com dados analisados pelo teste T de student. A maioria reconheceu a importância da preservação ambiental e a urgência em defendê-la e demonstrou boa aceitação em relação às ações de EA. Porém, a concretização desta percepção é essencial à preservação ambiental.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luiz Di Souza, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte

In memoriam.

Referências

DILL, M.A; CARNIATTO, I. Concepções de meio ambiente e Educação Ambiental de professores do ensino fundamental I. Revista Brasileira de Educação Ambiental, v.15, n.5, 2020, p.152–172

FERNANDES, R.S et.al. Uso da percepção ambiental como instrumento de gestão em aplicações ligadas às áreas educacional, social e ambiental. In: ENCONTRO DAS ANPPAS, 2., 2004, Indaiatuba. Anais[...] Belém: Associação Nacional de Pós Graduação e Pesquisa em Ambiente e Sociedade, 2004. Disponível em: http://www.redeceas.esalq.usp.br/noticias/Percepcao_Ambiental.pdf Acesso em: 19.abr.2021.

GIL, A.C. Métodos e Técnicas de Pesquisa Social. 6ª ed. São Paulo-SP: Atlas, 2008.

GONÇALVES, J.P et al. Avaliação do nível de conhecimento de uma comunidade acadêmica acerca da coleta seletiva de resíduos. Anais do 18º Encontro de Engenharia Sanitária e Ambiental - Enasb, e Simpósio Luso-Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental – Silubesa, Porto: Fundação Dr. Antônio Cupertino Miranda, p 1-8, 2018.

JACOBI, P. Educação Ambiental, Cidadania E Sustentabilidade. Cadernos de Pesquisa, s/v, n. 118, 2003.

LANDIS, J.R.; KOCH, G.G. The measurement of observer agreement for categorical data. Biometrics, v.33, n.1, 1977.

LAYRARGUES, P.P; LIMA, G.F.C. As macrotendências político-pedagógicas da Educação Ambiental brasileira. Revista Ambiente e Sociedade, v.17, n.1, 2014.

LEFF, E. Complexidade, Racionalidade Ambiental e Diálogo de Saberes. Revista Educação & Realidade, v. 34, n.3, 2009.

PEIXOTO, A.F; PEREIRA, R.C.F. Discurso Versus Ação no Comportamento Ambientalmente Responsável. Revista Gestão Ambiental e Sustentabilidade – GeAS, v. 2, n.2, 2013.

PERCEPÇÃO. Glossário. In: Michaelis Dicionário Brasileiro de Língua Portuguesa. São Paulo: Melhoramentos, 2020.

PINHEIRO, A; SILVA, B. A Estruturação do Processo de Recolha de Dados Online. Actas da X Conferência Internacional de Avaliação Psicológica, Formas E Contextos. Anais [...] Braga : Psiquilíbrios, p. 522-529, 2004. Disponível em: http://repositorium.sdum.uminho.pt/handle/1822/7147 Acesso em: 22 abr. 2021.

PIRES, G.N.; SILVA, M.B.O. Para além do ecologismo conservador: produção destrutiva e intensificação da crise ambiental. Revista Espaço Acadêmico. v.17, n.196, 2017.

RUPPENTHAL, S. et al. Percepção Ambiental: um estudo numa escola pública municipal de Chapecó- Santa Catarina. Revista Educação em Questão, v.56, n.48, 2018.

SAMPIERRE, R. H; COLLADO, C.F; LUCIO, P.B. Metodología de la Investigación. 6ª ed. México: Mc Graw Hill Education, 2014.

SILVA, V.B.; CRISPIM, J.Q. Um breve relato sobre a questão ambiental. Revista GEOMAE – Geografia, Meio Ambiente e Ensino, v. 2, n.1, 2011.

TAVARES, F. B. R; SOUZA, F. C. F; SANTOS, V. E. S. A Educação Ambiental com perspectiva transdisciplinar no contexto da legislação brasileira. Research, Society and Development, v. 7, n.12, 2018.

TORRINI, D. Questionários online. In: ABDAL, A. et al. Método de Pesquisa em Ciências Sociais: Bloco Quantitativo. São Paulo: CEBRAC-SESC, 2016. Disponível em: http://bibliotecavirtual.cebrap.org.br/arquivos/2017_E-BOOK%20Sesc-Cebrap_%20Metodos%20e%20tecnicas%20em%20CS%20-%20Bloco%20Quantitativo.pdf Acesso em: 22 abr.2021.

TUAN, YI – FU. Topofilia: um estudo da percepção, atitudes e valores do meio ambiente. Londrina-PR: Eduel. 2015.

UERN- UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE. UERN em Números. [S. l.], 2020. Disponível em: http://www.uern.br/uernemnumeros/default.asp?item=uern-em-numeros-apresentacao Acesso em: 22 abr. 2021.

VASCONCELOS - GUEDES, L; GUEDES, L. F. A. E-surveys: Vantagens e limitações dos questionários eletrônicos via internet no contexto da pesquisa científica. Anais do X Seminário de Administração - FEA-USP. São Paulo, 2007. Disponível em: http://www.ead.fea.usp.br/Semead/10semead/sistema/resultado/an_resumo.asp?cod_trabalho=420. Acesso em: 22 abr.2021.

Downloads

Publicado

01-12-2021

Como Citar

Almeida, S. B. de O., Di Souza, L., & Caldeira, V. P. da S. (2021). Preservação e Educação Ambiental na perspectiva de uma comunidade universitária. Revista Brasileira De Educação Ambiental (RevBEA), 16(6), 199–215. https://doi.org/10.34024/revbea.2021.v16.12305

Edição

Seção

Artigos
Recebido: 2021-06-14
Aceito: 2021-09-03
Publicado: 2021-12-01