Relaxamento Aquático, em Piscina Aquecida, Realizado pelo Método Ai Chi

uma Nova Abordagem Hidroterapêutica para Pacientes Portadores de Doenças Neuromusculares

Autores

  • Márcia Cristina Bauer Cunha Fisioterapeuta e Mestra em Neurociências pela EPM – Unifesp.
  • Rita Helena Duarte Dias Labronici Fisioterapeuta e Mestra em Neurociências pela EPM – Unifesp.
  • Acary Souza Bulle Oliveira Chefe do Setor de Doenças Neuromusculares da EPM – Unifesp.
  • Alberto Alain Gabbai Professor Titular e Chefe da Disciplina de Neurologia da EPM – Unifesp.

DOI:

https://doi.org/10.34024/rnc.2000.v8.8942

Palavras-chave:

Doenças neuromusculares, fisioterapia, hidroterapia, relaxamento aquático, método Ai Chi

Resumo

As doenças neuromusculares representam um grupo grande de afecções que comprometem a unidade motora, ou seja, o corpo celular do neurônio inferior, o seu prolongamento, a junção neuromuscular ou o tecido muscular esquelético. Essas doenças particularmente têm em comum uma evolução com piora progressiva, causando progressiva limitação de tarefas simples. Por essas razões, há a necessidade de criar-se formas alternativas de terapia, dentre elas o relaxamento aquático realizado em piscina aquecida, visando a melhorar a qualidade de vida desses pacientes. Apresentamos o método Ai Chi como alternativa de abordagem hidroterapêutica para pacientes portadores de doenças neuromusculares e demonstramos também a evolução de três pacientes, com diagnóstico de atrofia muscular espinhal tipo III (Kugelberg-Welander), que realizaram a terapia pelo método Ai Chi.

Métricas

Carregando Métricas ...

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Dubovitz V. Muscle disorders: Saunders, 2nd. ed., London, 1995.

Ramos JA, Prado FC. Atualização terapêutica. Artes Médicas, 19a ed., São Paulo, 1999.

Engel AG, Armstrong CF. Myology. McGraw-Hill, 2nd. ed., New York, 1995.

Cunha MCB, Oliveira ASB, Labronici RHDD. Spinal muscular atrophy type II (Intermediary) and III (Kugelberg - Welander). Evolution of 50 patients with physiotherapy and hydrotherapy in a swimming pool. Arquivos de Neuropsiquiatria, 54:402-6, 1996.

Skinner AT, Thomson AM. Duffields exercise in water, 3rd. ed. London, England, Bailliere Tindall, 1983.

Davis B, Harrison RA. Hydrotherapy in practice. New York, NY: Churchill Livingston, 1988, pp. 171-7.

Campion MR. Hidroterapia: princípios e prática. Manole, São Paulo, 1999.

Dull H. Freeing the body in water. Middle-town, Caliph: Harbin Springs Publishing, 1984.

Ruoti RG, Morris DM. Aquatic – Reabilitação aquática. Manole, São Paulo, 2000, 463p.

Association of swimming Therapy. Swimming for people with disabilities. 2nd. ed. London, A & C Black, 1992. 128p.

Morris DM. Aquatic rehabilitation for the treatment of neurological disorders J Back and Musculoeskeletal Rehabilitation, 4:297-308, 1994.

Konno Jun. Ai Chi. A symphony for my body. Physical Therapy Products, 2:46-8, 1997.

Downloads

Publicado

2000-06-30

Como Citar

Cunha, M. C. B., Labronici, R. H. D. D., Oliveira, A. S. B., & Gabbai, A. A. (2000). Relaxamento Aquático, em Piscina Aquecida, Realizado pelo Método Ai Chi: uma Nova Abordagem Hidroterapêutica para Pacientes Portadores de Doenças Neuromusculares. Revista Neurociências, 8(2), 46–49. https://doi.org/10.34024/rnc.2000.v8.8942

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos Semelhantes

<< < 102 103 104 105 106 107 108 109 110 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 5 6 > >>