Avaliação e estimulação do desenvolvimento neuropsicomotor em lactentes institucionalizados

Autores

  • Rubia do Nascimento Fisioterapeuta, Mestre em Ciências da Saúde Humana, Docente da Universidade Comunitária Regional de Chapecó, UNOCHAPECÓ, Chapecó-SC, Brasil.
  • Cristiane Piassão Fisioterapeuta, Pós-Graduanda nível de especialização em Acupuntura, Concórdia-SC, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.34024/rnc.2010.v18.8447

Palavras-chave:

Avaliação de Desempenho, Desempenho Psicomotor, Desenvolvimento Infantil

Resumo

Objetivo. Avaliar os efeitos de um programa de estimulação neuropsicomotora no desenvolvimento de lactentes institucionalizados, nas áreas postural, da coordenação óculo-motriz, da linguagem e social. Método. Estudo de caso realizado com 5 lactentes, com idades entre 11 e 22 meses, os quais foram avaliados por meio da Escala BrunetLèzini (EBL) e participaram de um programa de estimulação neuropsicomotora individualizado, que totalizou 20 sessões. Os lactentes foram reavaliados por meio da EBL e os resultados comparados. Resultados. Na primeira avaliação 4 lactentes apresentaram atraso no desenvolvimento global (perfil Inferior e Muito Inferior), e em um caso a área social encontrava-se nesta condição (perfil Inferior). Na coordenação óculo-motriz, quatro casos apresentaram atraso (perfil Muito Inferior). Na última avaliação todas as áreas do desenvolvimento evoluíram, com exceção da área social, na qual o atraso (perfil Inferior) persistiu em um caso. O desenvolvimento global alcançou perfis de normalidade em todos os lactentes. Foi obtida significância estatística para os quocientes de desenvolvimento da linguagem e da coordenação óculo-motriz e para os quocientes de desenvolvimento global. Conclusão. Com o programa de estimulação, os lactentes obtiveram evolução no desenvolvimento neuropsicomotor, sendo significativa nas áreas da coordenação óculo-motriz, da linguagem e no desenvolvimento global.

Métricas

Carregando Métricas ...

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Miranda LC, Resegue R, Figueiras ACM. A criança e o adolescente com problemas do desenvolvimento no ambulatório de pediatria. J Pediatr 2003;79(Supl 1):S33-42.

Willrich A, Azevedo CCF, Fernandes JO. Desenvolvimento motor na infância: influência dos fatores de risco e programas de intervenção. Rev Neurocienc 2009;17:51-6.

Lundy-Ekman L. Neurociências: fundamentos para reabilitação. 3ª. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2008, 477p.

Johnston MV. Plasticity in the developing brain: implications for rehabilitation. Dev Disabil Res Rev 2009;15:94-101.

Halpern R, Giugliane ERJ, Victora CG, Barros FC, Horta BL. Fatores de risco para suspeita de atraso no desenvolvimento neuropsicomotor aos 12 meses de vida. Rev Child Ped 2002;73:529-39.

Taneja V, Sriram S, Beri RS, Sreenivas V, Aggarwal R, Kaur R. Not by bread alone: impact of a structured 90-minute play session on development of children in an orphanage. Child Care Health Dev 2002;28:95-100.

Johnson R, Browne K, Hamilton-Giachritsis C. Young children in institutional care at risk of harm. Trauma Violence Abuse 2006;7:34-60.

Tarren-Sweeney M. The mental health of children in out-of-home care. Curr Opin Psychiatry 2008;21:345-9.

Ghera MM, Marshall PJ, Fox NA, Zeanah CH, Nelson CA, Smyke AT, et al. The effects of foster care intervention on socially deprived institutionalized children’s attention and positive affect: results from the BEIP study. J Child Psychol Psychiatry 2009;50:246-53.

Castanho AAG, Blascovi-Assis SM. Caracterização do desenvolvimento motor da criança institucionalizada. Fisioter Bras 2004;5:437-42.

Alexandre D, Vieira M. Relação de apego entre crianças institucionalizadas que vivem em situação de abrigo. Psicol estud 2004;9:207-17.

Bõing E, Crepaldi MA. Os efeitos do abandono para o desenvolvimento psicológico de bebês e a maternagem como fator de proteção. Estud Psicol 2004;21:211-26.

Otieno PA, Nduati RW, Musoke RN, Wasunna AO. Growth and development of abandoned babies in institutional care in Nairobi. East Afr Med J 1999;76:430-5.

Siqueira AC, Dell’aglio DD. O Impacto da Institucionalização na Infância e na Adolescência: Uma Revisão de Literatura. Psicol Soc 2006;18:71-80.

Cavalcante LIC, Magalhães CMC, Pontes FAR. Processos de saúde e doença entre crianças institucionalizadas: uma visão ecológica. Ciênc Saúde Coletiva 2009;14:615-25.

Souza JM. Avaliação do Desenvolvimento Neuropsicomotor de crianças de 6 a 24 meses matriculadas em creches municipais de Florianópolis/SC (Dissertação). Florianópolis: Universidade do Estado de Santa Catarina, 2003, 87p.

Brunet O, Lézine I. Desenvolvimento Psicológico da Primeira Infância. Tradução de Ana Guardiola Brizolara. Porto Alegre: Artes Médicas, 1981, 159p.

Bonamigo EMR, Cristóvão VMR, Kaefer H, Levy BW. Como ajudar a criança no seu desenvolvimento: sugestões de atividades para a faixa de 0 a 5 anos. 8ª. ed. Porto Alegre: Ed. Universidade/UFRGS, 2001, 131p.

Amaral ACT, Tabaquim MLM, Lamônica DAC. Avaliação das habilidades cognitivas, da comunicação e neuromotoras de crianças com risco de alterações do desenvolvimento. Rev Bras Educ Espec 2005;11:185-200.

MacLean K. The impact of institutionalization on child development. Dev Psychopathol 2003;15:853-84.

Nascimento R, Madureira VSF, Agne JE. Avaliação do desenvolvimento neuropsicomotor de crianças em Centros de Educação Infantil em Concórdia. Rev Neurocienc 2008;16:284-91.

Attar-Schwartz S. School functioning of children in residential care: the contributions of multilevel correlates. Child Abuse Negl 2009;33:429-40.

Karen JB, Nathan F, Charles HZ, Charles AN. Effects of Early Psychosocial Deprivation on the Development of Memory and Executive Function. Front Behav Neurosci 2009;3:1-7.

Mansur SS, Neto FR. Desenvolvimento neuropsicomotor de lactentes desnutridos. Rev Bras Fisioter 2006;10: 185-91.

Johnson R, Browne K, Hamilton-Giachritsis C. Young children in institutional care at risk of harm. Trauma Violence Abuse 2006;7:34-60.

Dias BR, Piovesana AMSG, Montenegro MA, Guerreiro MM. Desenvolvimento Neuropsicomotor de lactentes filhos de mães que apresentaram hipertensão arterial na gestação. Arq Neuropsiquiatr 2005;63:632-6.

Downloads

Publicado

2010-12-31

Como Citar

do Nascimento, R., & Piassão, C. (2010). Avaliação e estimulação do desenvolvimento neuropsicomotor em lactentes institucionalizados. Revista Neurociências, 18(4), 469–478. https://doi.org/10.34024/rnc.2010.v18.8447

Edição

Seção

Relato de Caso

Artigos Semelhantes

<< < 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)