Os cuidados médicos e atos cirúrgicos mais comuns durante a Antiguidade

Do experimento à experiência

  • Pierre Mbid Hamoudi Diouf Universidade Cheikh Anta Diop
Palavras-chave: Medicina, Cirurgia, História, Celso, Hipócrates, Plínio o Velho

Resumo

O ato de se escrever o saber médico consistiu numa reviravolta considerável para a difusão dessa arte. Os antigos médicos, cuja profissão gozava de alto prestígio, estavam condicionados a perfazer seu ofício através da memorização de experiências feitas com os doentes e/ou um arquivamento por escrito de cuidados e receitas terapêuticas, e do respeito a certas normas de conduta. Só o universo da medicina era composto por uma complexidade sem precedentes, onde se imiscuíam não apenas homens livres, libertos e escravos, mas também grandes teóricos, racionalistas hipocráticos e charlatães, impostores, assassinos que, sem escrúpulo, se aproveitavam da credulidade popular.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando métricas...

Biografia do Autor

Pierre Mbid Hamoudi Diouf, Universidade Cheikh Anta Diop

Professor-Pesquisador, Universidade Cheik Anta Diop de Dakar

Pesquisador associao à HiSoMA (Histoire et Sources des Mondes Anciens) UMR 5189

Publicado
2020-07-27
Como Citar
Mbid Hamoudi Diouf, P. (2020). Os cuidados médicos e atos cirúrgicos mais comuns durante a Antiguidade . Heródoto: Revista Do Grupo De Estudos E Pesquisas Sobre a Antiguidade Clássica E Suas Conexões Afro-asiáticas, 4(2), 266-282. https://doi.org/10.34024/herodoto.2019.v4.10975
Seção
Artigos / Articles