As Khárites: Em torno do poder feminino. Saber e Linhagem

  • María Cecilia Colombani Universidad de Morón, Morón, Argentina.
Palavras-chave: Mito, Khárites, Musas, Poder, Conhecer, Linhagem

Resumo

O objetivo do presente trabalho é determinar a função do discurso mítico no trabalho hesiódico como um operador que institui um universo de significados que se encontra entre o mito. Nossa hipótese é que, no trabalho hesiódico, certas imagens conceituais se encontram, principalmente as da linhagem, que definem o campo do Mesmo e do Outro. Nesse contexto, pretendemos analisar a figura das Khárites associada à das Musas como poderes religiosos para ler formas de poder feminino a partir de um certo tipo de conhecimento que se desdobra em ambos os grupos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando métricas...

Biografia do Autor

María Cecilia Colombani, Universidad de Morón, Morón, Argentina.

María Cecilia Colombani é Professora titular de problemas filosóficos e antropologia filosófica da Facultad de Filosofía, Ciencias de la Educación y Humanidades da Universidad de Morón. Investigadora principal e coordenadora de projetos de pesquisa da Universidad de Morón. Professora titular de história da filosofia antiga e problemas especiais de filosofia antiga na Facultad de Humanidades da Universidad Nacional de Mar del Plata. Autora de diversos capítulos de livros e de mais de uma centena de artigos apresentados em congressos da área. Autora de Hesíodo, Una Introducción Crítica (Buenos Aires, Santiago Arcos Editor, 2005), Homero, Una introducción crítica (Buenos Aires, Santiago Arcos Editor, 2005) e Foucault y la política (Buenos Aires, Prometeo, 2009).

Publicado
2019-12-12
Como Citar
Colombani, M. C. (2019). As Khárites: Em torno do poder feminino. Saber e Linhagem . Heródoto: Revista Do Grupo De Estudos E Pesquisas Sobre a Antiguidade Clássica E Suas Conexões Afro-asiáticas, 4(1), 196-212. https://doi.org/10.34024/herodoto.2019.v4.10111