Muito antes de Ai-Khanoum: a representação historiográfica da Báctria helenística nas Lições de História Antiga de Barthold Niebuhr

  • Fábio Augusto Morales Universidade Federal de Santa Catarina
  • Santiago Colombo Reghin Universidade Federal de Santa Catarina
Palavras-chave: Historicismo alemão, Báctria helenística, Aï Khanoum, Niebuhr, História Global

Resumo

O presente artigo trata das representações historiográficas da Báctria helenística nas Lições de História Antiga de Barthold Niebuhr, ministradas na Universidade de Bonn na década de 1820 e publicadas em alemão e inglês na década de 1850. Após um panorama do quadro atual das pesquisas sobre a Báctria Helenística, revolucionado pelas escavações francesas nas décadas de 1960 e 1970, o artigo explora o modo como Niebuhr, diante de um então pouco documentado objeto histórico, articula crítica documental, raciocínio demográfico, moral e racial, e os debates políticos contemporâneos. O artigo conclui com uma síntese da discussão, defendendo a necessidade da historicização das sínteses historiográficas
tanto do século XIX quanto as atuais, especialmente no contexto da História Global.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando métricas...

Biografia do Autor

Fábio Augusto Morales, Universidade Federal de Santa Catarina

Professor Adjunto de História Antiga da Universidade Federal de Santa Catarina desde 2018. É bacharel e licenciado em História pela Universidade de São Paulo (2005), onde também obteve o título de mestre (2009) e doutor (2015) em História Social. Sua dissertação, intitulada "A democracia ateniense pelo avesso", recebeu o Prêmio de melhor dissertação em História Social da USP em 2010; sua tese, "Atenas e o Mediterrâneo romano (sécs. II a.C.-I d.C.)", recebeu o Prêmio de melhor tese em História Social da USP em 2016. Publicou, em 2014, o livro "A democracia ateniense pelo avesso", pela Edusp. Atualmente, é coordenador de extensão do dep. de História da UFSC, além de desenvolver pesquisa sobre as cidades do período helenístico na perspectiva da História Global. (Fonte: Currículo Lattes)

Santiago Colombo Reghin, Universidade Federal de Santa Catarina

Graduando em história UFSC. Foco de pesquisa em História Antiga, relações entre a cultura Helênica e Babilônica no Período Helenístico. Interesses em temas sobre Globalizações e impérios na Antiguidade

https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/9/9c/CapitalSharp.jpg
Publicado
2019-12-12
Como Citar
Morales, F. A., & Colombo Reghin, S. (2019). Muito antes de Ai-Khanoum: a representação historiográfica da Báctria helenística nas Lições de História Antiga de Barthold Niebuhr. Heródoto: Revista Do Grupo De Estudos E Pesquisas Sobre a Antiguidade Clássica E Suas Conexões Afro-asiáticas, 4(1), 103-121. https://doi.org/10.34024/herodoto.2019.v4.10089