Foco e Escopo

Missão:

A Revista Internacional de Debates da Administração Pública (RIDAP) tem como missão contribuir para o campo da Gestão Pública, por meio da difusão de trabalhos de pesquisa, ensaios, relato de experiência, documentos, notas e resenhas bibliográficas desenvolvidos no Brasil e no exterior que possam subsidiar as atividades acadêmicas e a prática administrativa na esfera pública envolvendo organizações públicas, privadas e do terceiro setor.

Mission:

The mission of the International Review of Public Administration Debates (RIDAP in Portuguese) is to contribute to the field of Public Management, through the dissemination of research papers, essays, experience reports, documents, notes and bibliographic reviews developed in Brazil and abroad which can Support academic activities and administrative practice in the public sphere involving both public, private and third sector organizations.

Escopo e Foco:

A RIDAP tem interesse na publicação de artigos de desenvolvimento teórico, trabalhos teórico-empíricos e ensaios na área de Administração e das Ciências Contábeis e Atuariais, Administração que tenham como objeto contribuir para síntese,  o avanço e o aprimoramento da práxis na esfera pública.  Aceitam-se colaborações nacionais e internacionais, sendo a pluralidade de abordagens e perspectivas incentivada. A RIDAP é uma revista dirigida aos profissionais e acadêmicos atuantes na esfera pública, desta feita aceitará manuscritos que retratem a aplicação de modelos e ferramentas gerenciais em organizações, ou mesmo a análise de casos únicos que tenham contribuição relevante ao campo.

Focus and Scope

RIDAP is interested to publish articles on theoretical development, theoretical-empirical work and essays in the area of Administration, Accounting and Actuarial Sciences. All empirical methods including qualitative, quantitative, field, laboratory and combination methods which aims to contribute to the synthesis, advancement and improvement of praxis in the public sphere are welcome. National and international collaborations with a plurality of approaches and perspectives encouraged are accepted. RIDAP is a journal for practitioners and academics working in a public sphere to apply models that portray an application of models and management tools in organizations, or even a single case analysis that is  seems to be relevant to the field.

O público primário da RIDAP:

É composto por acadêmicos e profissionais atuantes em organizações públicas, privadas ou do terceiro setor interessados no diálogo e na inovação em Administração Pública e das Ciências Contábeis e Atuariais.

It is composed of academics and professionals working in public, private or third sector organizations interested in dialogue and innovation in Public Administration and Accounting and Actuarial Sciences.

Requisitos:

Os artigos, documentos, relatos, notas e resenhas bibliográficas submetidos à avaliação por pares da RIDAP, devem ser inéditos, pois serão ser divulgados nacional e internacionalmente. Trabalhos publicados em anais de congressos podem ser analisados pelo Conselho Editorial, desde que estejam em forma final de artigo. Os manuscritos podem ser redigidos em língua portuguesa e inglesa.

The articles, documents, reports, notes and bibliographic reviews submitted to the RIDAP peer review evaluation needs to be innedit due to national and international dissemination. Papers published in annals of congresses can be analyzed by the Editorial Board, as long they are provided in form of an article. The manuscripts can be written in Portuguese and English.

Processo de Avaliação pelos Pares

O processo de avaliação de artigos submetidos à RIDAP - Revista Internacional de Debates da Administração Pública é caracterizado por um sistema de tripla avaliação e envolve duas etapas sequenciais: o desk review e a avaliação pelos pareceristas.

Na desk review, os editores se reúnem e analisam, sem qualquer identificação dos autores, os artigos recebidos para avaliar sua pertinência ao escopo da revista e seu potencial para contribuir, significativamente, para o conhecimento no campo de estudo de da Administração Publica.

Quando necessário, os editores também envolvem membros do comitê científico nesse processo. Esta avaliação ocorre mensalmente. Quando o trabalho submetido não for adequado às políticas da revista os autores são comunicados sobre a decisão. Em geral sugere-se periódicos alternativos.

Os artigos aprovados na etapa anterior - desk review - são encaminhados a dois dos avaliadores que compõem o corpo de pareceristas da revista para avaliação no sistema Double Blind Review . Os pareceristas são professores e pesquisadores vinculados a instituições de ensino nacionais ou estrangeiras. Os artigos são avaliados considerando-se a relevância do tema estudado para o secretariado, a redação, o encadeamento lógico da revisão teórica com a utilização de referências apropriadas, a adequabilidade dos procedimentos metodológicos, a profundidade e a consistência das análises, o delineamento das conclusões e a relevância das contribuições. Os autores são comunicados sobre a decisão editorial.

Quando os pareceristas solicitarem ajustes no artigo, será concedido aos autores, a critério do editor, um prazo para a incorporação das sugestões e correções requeridas. Após a realização dos ajustes solicitados e constatação destes pelos pareceristas e editores, os artigos são submetidos à revisão ortográfica, gramatical e de adequação às normas adotadas pela revista e à editoração final do documento.

A conclusão desse processo não implica a publicação imediata do artigo, cabendo aos editores, de acordo com as políticas editoriais, elaborar as pautas e decidir qual o momento apropriado para a publicação.

Periodicidade

A RIDAP tem periodicidade semestral.

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

Política de Governança Revista RIDAP

Sobre o Conselho Editorial

O Conselho Editorial é constituído por representantes acadêmicos de diferentes instituições de ensino e pesquisa e diversas regiões do país e do exterior. Seus membros atuam, preferencialmente, mas não exclusivamente, na área da Gestão Administrativa Publica. Cada membro atua como conselheiro do Comitê Científico e do Editor, interpretando e sugerindo aperfeiçoamentos na Política Editorial, divulgando a revista, posicionando-se como árbitro em questões estratégicas do envolvimento da Revista RIDAP, no meio acadêmico e profissional. Cada membro assume, também a função de ouvidor da comunidade científica atuante na área, garantindo a credibilidade acadêmica e a postura que se espera de uma revista científica.

 

Comitê Científico

Trata-se de um colegiado interinstitucional, cuja atuação é feita de forma coletiva e democrática. Sua missão é assegurar a credibilidade dos procedimentos editoriais adotados e assumir a responsabilidade científica da revista. O Comitê Científico indica o Editor Científico que passa a ser seu membro natural. Este comitê deve estar permanentemente ativo no cumprimento das definições gerais da política editorial da revista e, também dos procedimentos editoriais previstos; particularmente no que se refere à garantia de consistência e qualidade das publicações. Edições especiais e outras contribuições científicas deverão ser discutidas e definidas por esta instância. É sua atribuição discutir e desenvolver regulamentos próprios para assuntos variados como: normas e formatação de artigos; critérios de avaliação e aceite de textos para publicação; aceite de novos grupos de pesquisa para participar do comitê; aprovação do orçamento; credenciamento de revisores e pareceristas; definição de política de circulação e assinaturas, entre outras matérias. O Comitê Científico não interfere na operação editorial que é de sobre responsabilidade do Editor e sua equipe operacional.

 

Editor Científico

É o responsável pela gestão editorial e pela supervisão da Secretaria Editorial, que opera todo o fluxo de trabalho, com auxílio do sistema Open Journal System – OJS. O Editor Científico tem atuação específica na seleção prévia de artigos encaminhados para a revista, na distribuição dos artigos entre os pareceristas. O editor científico deve ter uma postura ativa nos trabalhos do Comitê Científico e na articulação de ações do Conselho Editorial. Um fluxograma das atividades do processo de editoração científica está explicitado na plataforma OJS, no item “Sobre/Sobre o Sistema de Publicação Eletrônica de Revistas”.

Ficha Catalográfica

Revista Internacional de Debates da Administração Pública - RIDAP  ® 
Modalidade Editorial: Eletrônica – http://revistaseppen.unifesp.br/index.php/RIDAP/manager

 

Vol.1, No.1 2016 – São Paulo – S.P.
Periodicidade: Anual
Editor: Ricardo Luiz Pereira Bueno

 

e-ISSN: 2595-7260

 


1. Administração – Periódicos. 2. Administração Pública  - Periódica
São Paulo – S.P. - Brasil

Política de Ética

Política de Ética em Publicações e Declaração de Procedimentos Impróprios em Publicações

Este Periódico (Revista) tem o compromisso com a ética e qualidade na publicação. Apoiamos padrões de comportamento ético esperado para todas as partes envolvidas na publicação na revista: do autor, do editor da revista, dos revisores e do editor. Não aceitamos plágio ou qualquer outro comportamento antiético.

Deveres dos Editores:

• Decisão de publicação: O editor da revista é responsável por decidir quais dos artigos submetidos à revista devem ser publicados. O editor é guiado pelas políticas do conselho editorial da revista, em estrita observância aos requisitos legais em matéria de difamação, violação de direitos autorais e plágio. O editor pode consultar o conselho editorial ou colaboradores na tomada de decisões.

• Regras Justas: O editor deve avaliar manuscritos para o seu conteúdo intelectual, sem distinção de raça, sexo, orientação sexual, crença religiosa, origem étnica, nacionalidade ou a filosofia política dos autores.

• Confidencialidade: O editor e qualquer membro da equipe editorial não devem divulgar qualquer informação sobre um manuscrito submetido a qualquer outra pessoa, com exceção do próprio autor, revisores, potenciais colaboradores, outros conselheiros editoriais, e do editor, conforme o caso.

• Divulgação e Conflitos de interesse: O editor não deve usar informações que não tenham sido publicadas em sua própria investigação sem o consentimento expresso e por escrito do autor. O editor deve abster-se de avaliar manuscritos nos quais haja algum conflito de interesse resultante de relacionamentos competitivos ou colaborativos, bem como qualquer outro tipo de relacionamento ou conexões com qualquer um dos autores, empresas ou (possivelmente) instituições que estejam ligadas / conectadas aos artigos.

• Participação e cooperação nas investigações: O editor deve tomar medidas de resposta razoáveis quando reclamações éticas forem apresentadas em relação a um manuscrito submetido ou artigo publicado.

Deveres dos Revisores:

• Contribuição para a decisão Editorial: A revisão por pares ajuda o editor na tomada de decisões editoriais e, por meio das comunicações editoriais com o autor pode, também auxiliar o autor na melhoria do artigo.

• Pontualidade: Qualquer árbitro selecionado que não se sinta qualificado para avaliar a pesquisa relatada em um manuscrito, ou sabe que a sua imediata revisão será impossível, deve notificar o editor e desculpar-se do processo de revisão.

• Confidencialidade: Todos os manuscritos recebidos para avaliação devem ser tratados como documentos confidenciais. Eles não devem ser mostrados ou discutidos com os outros.

• Padrões de objetividade: Comentários devem ser conduzidos de forma objetiva e os avaliadores devem expressar suas opiniões claramente com argumentos de apoio.

• Reconhecimento da Fonte: Pares avaliadores devem identificar obras publicadas relevantes que não tenham sido citadas pelos autores. O revisor, também deve chamar a atenção do editor sobre qualquer semelhança substancial ou sobreposição entre o manuscrito em questão e qualquer outro documento publicado de que tenham conhecimento pessoal.

• Divulgação e Conflitos de Interesse: Informação privilegiada ou ideias obtidas por meio da avaliação pelos pares devem ser mantidas em sigilo e não utilizadas para proveito pessoal. Os revisores não devem considerar manuscritos nos quais tenham algum conflito de interesse resultante de relacionamentos competitivos ou colaborativos, bem como qualquer outro tipo de relacionamento ou conexões com qualquer um dos autores, empresas  ou (possivelmente) instituições que estejam ligadas / conectadas aos artigos.

Deveres dos Autores:

• Padrões de descrição: Autores de relatórios de pesquisas originais deverão apresentar uma descrição  preciso da trabalho realizado, bem como uma análise objetiva de seu significado. Dados subjacentes devem ser apresentados com precisão no artigo. Um documento deve conter detalhes e referências suficientes para permitir que outros possam replicar o trabalho. Declarações fraudulentas ou intencionalmente imprecisas constituem um comportamento antiético e são inaceitáveis.

• Originalidade e Plágio: Os autores devem garantir que suas obras sejam totalmente originais, e se os autores usaram o trabalho e / ou palavras de outros autores, estas devem ter sido devidamente citadas Plágio, em todas as suas formas, constitui um comportamento antiético de publicação e é inaceitável.

• Publicações múltiplas, redundantes ou concorrentes: Um autor não deve, em geral, publicar manuscritos que descrevam, essencialmente, a mesma pesquisa em mais de uma revista ou publicação primária. Submeter o mesmo manuscrito a mais de uma revista simultaneamente e / ou publicar o mesmo artigo em diferentes revistas constituem um comportamento antiético de publicação e é inaceitável.

• Reconhecimento de Fontes: Reconhecimento adequado do trabalho dos outros deve ser feito sempre. Os autores devem citar as publicações que têm sido influente na determinação da natureza do trabalho relatado. As informações obtidas em caráter privado, como na conversa, correspondência, ou discussão com terceiros, não devem ser utilizadas ou relatadas sem permissão explícita e por escrito da fonte. As informações obtidas no curso de serviços confidenciais, tais como manuscritos de arbitragem ou pedidos de subvenção, não devem ser utilizados sem a autorização explícita e por escrito do autor do trabalho envolvido nesses serviços.

• Autoria do Artigo: A autoria deve ser limitada aqueles que fizeram uma contribuição significativa para a concepção, projeto, execução ou interpretação do estudo relatado. Todos aqueles que fizeram contribuições significativas devem ser listados como coautores. Outros que tenham participado em aspectos substantivos do projeto de pesquisa, também devem ser reconhecidos ou listados como colaboradores. O autor deve se assegurar que todos os coautores adequados e nenhum inadequado estão incluídos no artigo, que todos os coautores viram, aprovaram a versão final do documento e concordaram em sua apresentação para publicação.

• Divulgação e Conflitos de Interesses: Todos os autores devem divulgar em seus manuscritos qualquer conflito de interesse financeiro ou substantivo / material que poderia influenciar os resultados ou as interpretações em seus manuscritos. Todas as fontes de apoio financeiro para o projeto devem ser divulgadas.

• Erros fundamentais em obras publicadas: Quando um autor descobre um erro significativo ou imprecisão na sua própria obra publicada, é obrigação do autor notificar, imediatamente, o editor da revista ou editora e cooperar com o editor para retratar ou corrigir o artigo.

 

Deveres do Publisher

Estamos empenhados em garantir que a obtenção de verbas de publicidade, reimpressão ou outra receita comercial não tenha qualquer impacto ou influência sobre as decisões editoriais.

Os nossos artigos são revisados para garantir a qualidade das publicações científicas e, também somos usuários de CopySpider (software para identificação de plágio).

Esta Política de Ética é baseada em recomendações da Elsevier e do COPE Diretrizes de Melhores Práticas para Editores de Revistas

* This statement is based on Elsevier recommendations and COPE's Best Practice Guidelines for Journal Editors