Educação Ambiental e participação comunicativa: diálogos com pescadoras e pescadores artesanais no Pantanal de Mato Grosso

Autores

  • Silvano Carmo de Souza Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia de Mato Grosso - Campus Cáceres Professor Olegário Baldo
  • Amadeu José Montagnini Logarezzi Universidade Federal de São Carlos.

DOI:

https://doi.org/10.34024/revbea.2018.v13.2564

Palavras-chave:

Participação Política no Pantanal, Educação Ambiental Dialógico-Crítica, Educação Ambiental com Comunidades Tradicionais no Pantanal, Aprendizagem Dialógica, Metodologia Comunicativo-Crítica.

Resumo

Esta pesquisa de educação ambiental dialógico-crítica foi desenvolvida em Cáceres, Pantanal de Mato Grosso. Durante dois anos, dialogamos com pescadoras/es tradicionais vinculadas/os a duas entidades: a Colônia Z-2 e a Associação de Pescadores de Cáceres. Utilizamos a metodologia comunicativo-crítica e, a partir do pensamento freiriano e habermasiano, notamos que o giro dialógico contemporâneo tem sido fundamental para o surgimento de espaços de diálogo comprometidos com uma racionalidade ambiental; também identificamos que há um crescente interesse delas/es em participar, tanto das discussões sobre as tomadas de decisão de suas entidades, quanto dos processos de formulação do ordenamento pesqueiro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Silvano Carmo de Souza, Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia de Mato Grosso - Campus Cáceres Professor Olegário Baldo

Doutor em Ciências Ambientais (UFSCar) – Ambiente e Sociedade Professor no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso – Campus Cáceres Professor Olegário Baldo

Amadeu José Montagnini Logarezzi, Universidade Federal de São Carlos.

Pós-doutor em sociologia Professor titular aposentado da UfSCar Professor no PPG em Ciências Ambientais da Ufscar

Downloads

Publicado

30-03-2018

Como Citar

Souza, S. C. de, & Logarezzi, A. J. M. (2018). Educação Ambiental e participação comunicativa: diálogos com pescadoras e pescadores artesanais no Pantanal de Mato Grosso. Revista Brasileira De Educação Ambiental (RevBEA), 13(1), 322–343. https://doi.org/10.34024/revbea.2018.v13.2564

Edição

Seção

Artigos
Recebido: 2018-03-03
Aceito: 2018-03-27
Publicado: 2018-03-30

Artigos Semelhantes

<< < 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.