Educação Ambiental: análises de práticas pedagógicas dos docentes da educação infantil de uma escola em São Luís (MA)

Autores

  • Rosemar Andrade Vasconcelos Universidade Ceuma
  • Paula Ribeiro Almeida Universidade Ceuma
  • Rayssa Ferreira Silva Universidade Ceuma
  • Fernanda Costa Rosa Universidade Ceuma
  • Rita de Cássia de Miranda Universidade Ceuma https://orcid.org/0000-0003-2116-1797

DOI:

https://doi.org/10.34024/revbea.2023.v18.15304

Palavras-chave:

Práticas de ensino; Motivação docente; Conscientização.

Resumo

O objetivo dessa pesquisa foi analizar a utilização de práticas pedagógicas para trabalhar conteúdos de Educação Ambiental (EA) através da percepção das educadoras da educação Infantil em uma Escola do Município de São Luís (MA). Trata- se de um estudo de campo qualitativo, feito por meio de análise documental, entrevista e ação intervencionista. A análise dos dados foi feita por meio da técnica do Discurso do Sujeito Coletivo- DSC e realizada uma dinâmica de roda de conversa, leitura com estudo dirigido e discussão dos conteúdos para entendimento de como melhor ministrar os conteúdos de EA com os alunos de educação infantil e ensino fundamental. Como resultado após a análise do perfil sociodemográfico observou-se que todas as docentes eram do gênero feminino, pedagogas, faziam pós-graduação lato sensu e trabalhavam exclusivamente na escola. Percebe- se que há entendimento do que é Educação Ambiental, bem como a importância de se ministrar seus conteúdos, entretanto se observa uma dificuldade de sistematização, para que de fato a sua aplicação traga benefícios como a conscientização da comunidade escolar. Neste sentido foi realizado uma dinâmica com as docentes e através das discussões entendeu-se que a forma de projeto era a que melhor cabia se trabalhar os conteúdos de EA. A partir daí conclui-se que é necessário ações de capacitação continuada junto as professoras para que ocorra um melhor entendimento de como se deva trabalhar os conteúdos de maneira sistematizada, em forma de projetos e de maneira lúdica de forma a envolver os alunos na temática.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AGUIAR, P. C. B. et al. Da teoria à prática em Educação Ambiental. Revista Gestão & Sustentabilidade Ambiental, v. 6, n. 2, p. 111-132, 2017.

BRASIL. Lei n° 9.795, de 27 de abril de 1999. Política Nacional de Educação Ambiental. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/19795.htm>. Acesso em:18 ago. 2022.

CARVALHO, I. C. de M. A questão ambiental e a emergência de um campo de ação político-pedagógica. In: LOUREIRO, C. F. B.; LAYRARGUES, P. P.; CASTRO, R. S. (Orgs.). Sociedade e Meio Ambiente: a Educação Ambiental em debate. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2002.

CARVALHO, S. P. O crescimento da criança segundo Piaget. Escola Secundária de Fafe, 2006.

CONAMA. Conselho Nacional do Meio Ambiente. Resolução CONAMA nº 306/2002. "Estabelece os requisitos mínimos e o termo de referência para realização de auditorias ambientais" - Data da edição: 05/07/2002 - Publicação DOU: 19/07/2002.

FERREIRA, L. C.; MARTINS, L.D.C.F., MEROTTO, S.C., RAGGI, D.G. SILVA, J.G.F. Educação Ambiental e sustentabilidade na prática escolar. Revista Brasileira de Educação Ambiental, v. 14, n. 2, p.201-214, 2019.

JODELET, D. Représentations sociales: un domaine en expansion. In: JODELET, D. (Ed.). Les représentations sociales. Paris: PUF, p.31-61, 1989.

GOMES, Y.L.; PEDROSO, D.S. Metodologias de ensino em Educação Ambiental no Ensino Fundamental: uma revisão sistemática. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, p. e35007-e35033, 2022.

GONÇALVES-DIAS, S. L. F.; TEODÓSIO, A. S. S.; CARVALHO, S.; SILVA, H. M. R. Consciência ambiental: um estudo exploratório sobre suas implicações para o ensino de administração. ERA eletrônica, v. 8, n. 1, 2009.

GUIMARÃES, M. Caminhos da Educação Ambiental: da forma a ação. Campinas: Papirus editora, 2006.

JAEGER, A. P.; FREITAS, E.M. Prática de Educação Ambiental: percepção de professores do ensino fundamental de escolas públicas municipais do Rio Grande do Sul. Revista Brasileira de Educação Ambiental, v. 16, n. 1, p. 23-34, 2021.

KLEIN, A. L; CARNEIRO, S. M. M. Educação Ambiental na educação infantil e propriedades rurais pedagógicas: potencialidades e desafios. Revista Ambiente & Educação, v. 23, n. 2, p.260-274, 2018.

KLEIN, Angela Luciane. Educação Ambiental na Educação Infantil: um estudo de caso na Fazenda Quinta da Estância Grande- Viamão/RS. Monografia (Especialização em Educação Ambiental) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2007.

LEFEVRE, F.; LEFEVRE, A. M. C. Discurso do Sujeito Coletivo: representações sociais e intervenções comunicativas. Texto & Contexto Enfermagem, v. 23, n. 2, p. 502-507, 2014.

MACHADO, P.R.M.; MULLER, C. Caminhada na natureza: prática alternativa de Educação Física escolar para fins de Educação Ambiental. Revista Monografias Ambientais, v. 4, n. 4, 2011.

MARANHÃO. Governo do estado do Maranhão. Plano Estadual de Educação Ambiental. Uma construção coletiva. Secretaria de estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais (SEMA) e Secretaria de Estado da Educação (SEDUC), 2017.

MINAYO, M. C. Pesquisa Social: teoria, método e criatividade. Petrópolis: Vozes, 2002.

MOURA, D. L.; COSTA, K. R. N.; ANTUNES, M, M. Educação Física e Educação Infantil: uma análise em seis periódicos nacionais. Pensar a Prática, v. 19, n. 1, 2016.

MOURA, J. S. T.; CRIBB, S. L. S. P.; JEOVANIO-SILVA, A. L. Vivência de atividades práticas e lúdicas na Educação Ambiental de crianças de 4-5 anos: o despertar da consciência ecológica e estímulo á motivação profissional e interação aluno-professor. Revista Brasileira de Educação Ambiental, v. 11, n. 1, p. 361-384, 2016.

PRODANOV, C. C.; FREITAS, E. C. Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. 2. ed. Editora Feevale, 2013.

REIS, F. H. C. S.; MOURA, A. R. L.; CABRAL, W. R.; MIRANDA, R. D. C. M. A Educação Ambiental no Contexto Escolar Brasileiro. Revista Brasileira de Educação Ambiental, v. 16, n. 6, p. 69-82, 2021.

REIS, F.H.C.S. et al. A Educação Ambiental segundo os documentos norteadores: um estudo dos Parâmetros Curriculares Nacionais e da Base Nacional Comum Curricular. Revista Brasileira de Educação Ambiental, v. 17, n. 2, p.45-59, 2022.

SCHULZ, M. S. et al. Educação Ambiental na educação básica e superior segundo licenciandos de Ciências biológicas e professores em exercício. Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental, v. 29, 2012.

TIRIBA, L. Reinventando relações entre seres humanos e natureza nos Espaços de Educação Infantil. In: MELLO, S. S.; TRAJBER, R. (Org.). Vamos Cuidar do Brasil: Conceitos e Práticas em Educação Ambiental na Escola. 1 ed. Brasília: MEC, p. 219-228, 2007.

TIRIBA, L. Crianças da natureza. SEMINÁRIO NACIONAL, 1. currículo em movimento: perspectivas atuais. Anais [...]. Belo Horizonte, novembro de 2010.

VERDEIRO, L. A. P. O desenvolvimento da Educação Ambiental na Educação Infantil: importância e possibilidades. Revista Brasileira de Educação Ambiental, v. 16, n. 1, p.130-147, 2021.

Downloads

Publicado

18-08-2023

Como Citar

Vasconcelos, R. A., Almeida, P. R., Silva , R. F., Rosa , F. C., & Miranda, R. de C. de. (2023). Educação Ambiental: análises de práticas pedagógicas dos docentes da educação infantil de uma escola em São Luís (MA). Revista Brasileira De Educação Ambiental (RevBEA), 18(5), 487–499. https://doi.org/10.34024/revbea.2023.v18.15304

Edição

Seção

Anais de evento

Artigos Semelhantes

<< < 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.