A SISTEMÁTICA DAS CONCESSÕES E PAGAMENTOS DOS ACORDOS INTERNACIONAIS DE PREVIDÊNCIA SOCIAL FIRMADOS PELO BRASIL

  • ALINE ROBERTA HALIK Mestranda em Ciências Contábeis pela Universidade de Brasília-UnB
  • DIANA VAZ DE LIMA Contadora, Mestre em Administração e Doutora em Ciências Contábeis (UnB/UFPB/UFRN) Professora do Departamento de Ciências Contábeis e Atuariais da Universidade de Brasília
Palavras-chave: Migração, Previdência Social, Acordos internacionais

Resumo

Entendendo que os acordos internacionais de previdência são importantes para uma economia globalizada, o estudo tem como objetivo analisar a sistemática da concessão e pagamentos dos acordos internacionais de previdência social firmados no Brasil. Para tratar a questão da pesquisa, foi analisada a evolução dos acordos internacionais firmados pelo Governo brasileiro até o ano de 2014, a partir das informações disponibilizadas na base de dados AEPS Infologo e considerando que o objetivo da pesquisa é analisar a sistemática da concessão e dos pagamentos dos acordos internacionais de previdência social firmados pelo Governo brasileiro. Quanto aos pagamentos realizados no Brasil, devem observar o mesmo fluxo da execução orçamentária e financeira dos demais pagamentos de benefícios realizados pelo Regime Geral de Previdência Social (RGPS). Ao final da pesquisa, é apresentado um fluxo com a dinâmica operacional das concessões e pagamentos realizados.

Referências

BATEMAN, H., Kingston, G., PIGGOT, J. “Forced saving: Mandating private retirement incomes”, Cambridge, Cambridge University Press, 2001.

BRITO, Bruno Oliveira Arêas. “Dinâmica de pagamentos dos acordos internacionais de previdência social firmados pelo Brasil”, 28 f, Trabalho de conclusão de curso (Bacharelado em Ciências Contábeis) - Universidade de Brasília, Brasília, 2014.

CASTRO, Priscila Gonçalves de. “Teoria Geral do Direito Internacional Previdenciário”, LTR, São Paulo, 2011.

CASTRO, Carlos Alberto de. Lazzari, João Batista (2016),“Manual de Direito Previdenciário”, 19ª edição, Forense.

D’ADDIO, A. C.; CAVALLERI, M. C.,“Labour mobility and the portability of social rights in the EU”, in CESifo Economic Studies, 2014.

ELIAS, Aparecida Rosangela. Atuação Governamental e Políticas Internacionais de Previdência Social. Brasília: Ministério da Previdência Social, 2009.

FICK, Barbara J.; FLECHAS, Alma Clara García. "Seguridad Social para Trabajadores Migrantes: su Tratamento em la Unión Europea, em la Organización Internacional de Trabajo y em el Derecho de Tratados." International Law: Revista Colombiana de Derecho Internacional, 2007.

GASPER, D.; TRUONG, T. “Women in motion’ in a world of nation-States, market forces, and gender power relations”, in T. Truong et al. (eds), Migration, gender and social justice: Perspectives on human insecurity. Heidelberg, Springer, 2014.

GINNEKEN, W. Van. “Social protection for migrant workers: National and international policy challenges”, in European Journal of Social Security,Vol. 15, No. 2, 2013.

JOUSTEN, A. “The retirement of the migrant labour force: Pension portability and beyond”, in CESifo Economic Studies, advance access, 2014.

KOETTL, J. “Prospects for management of migration between Europe and the Middle East and North Africa: Demographic trends, labor force projections, and implications for policies of immigration, labor markets, and social protection”, Washington, DC, World Bank, 2009.

MPS Ministério da Previdência Social. “Acordos Internacionais de Previdência Social “. Brasília: MPAS, 180p, 2001. MASSAMBANI, Vania. “A proteção previdenciária prevista no Acordo Multilateral de Seguridade Social do Mercosul”. Dissertação de Mestrado em Ciências Sociais Aplicadas. Universidade Estadual de Ponta Grossa, Ponta Grossa, 2011.

MEYER,T.;Bridgen,P.; ANDOW,C. “Free movement? The impact of legislation,benefit generosity and wages on the pensions of European migrants”, in Population, Space and Place,Vol. 19, No. 6, 2013.

PRESOTTO, Andréa Regina Galvão, “Internacionalização dos Sistemas de Seguridade Social – Perspectiva do Brasil”, Dissertação de Mestrado. Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo – USP, São Paulo, 2011.

RAULINO, Láurence. “Acordos Internacionais do Brasil no âmbito da Seguridade Social – Tópicos”, 2000.

RAUPP, Fabiano Maury; Beuren, Ilse Maria. Metodologia da pesquisa aplicável ás ciências sociais: Como elaborar trabalhos Monográficos em contabilidade: teoria e prática. 3. ed. São Paulo, Atlas, 2006.

SABATES-WHEELER, Rachel. “Social security for migrants: Trends, best practice and wa ys forward”, Geneva, ISSA, Project on examining the existing knowledge of social security coverage,

Working Paper 12, 2009.

SABATES-WHEELER, R.; Koettl, J. “Social protection for migrants: The challenges of delivery in the context of changing migration flows”, in International Social Security Review, Vol, 63, Nos. 3–4, 2010.

TAHA, N.; Astrid, K.; MESSKOUB; M. “How portable is social security for migrant workers? A review of the literature”, International Social Security Review, Vol. 68, 2015.

VERGARA, S. C. “Projetos e relatórios de pesquisa em administração”, São Paulo, Atlas, 2008.

Publicado
2019-03-22
Como Citar
HALIK, A., & LIMA, D. (2019). A SISTEMÁTICA DAS CONCESSÕES E PAGAMENTOS DOS ACORDOS INTERNACIONAIS DE PREVIDÊNCIA SOCIAL FIRMADOS PELO BRASIL. Revista Brasileira De Previdência, 9, 45-59. Recuperado de https://periodicos.unifesp.br/index.php/previdencia/article/view/9307
Edição
Seção
Artigos