1.
Chaves E. Não há trágico na indústria cultural:: Nietzsche e Adorno, mais uma vez. limiar [Internet]. 24º de março de 2019 [citado 28º de junho de 2022];1(2):259-77. Disponível em: https://periodicos.unifesp.br/index.php/limiar/article/view/9280