Armas e jogos.

A política dos Estados Unidos para o comércio interamericano de armas no início da Segunda Guerra Mundial

  • Rodrigo Medina Zagni Bacharel em História pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo; doutorando na linha de pesquisa em Práticas Políticas e Relações Internacionais pelo Programa de Pós- Graduação em Integração da América Latina da USP. Pesquisa em andamento: “Integração em conflito: As políticas dos Estados Unidos para a América Latina durante a Segunda Guerra Mundial e sua influência no moderno sistema Panamericano. Endereço para correspondência: LEI-USP – Av. Prof. Lineu Prestes, 159, Cidade Universitária, Butantã, São Paulo, SP – 05508-030;
Palavras-chave: EUA, América Latina, Política Internacional

Resumo

Este artigo trata, no entrecruzamento entre História e Ciência Política Contemporânea, da constituição das políticas interna e externa dos EUA, por meio da análise de sua capacidade de mudança de políticas frente à questão do comércio internacional de armas, fundamentalmente mantido com repúblicas latino-americanas no período de vigência de sua neutralidade inicial na Segunda Guerra Mundial.

Referências

BARROS, Edgard Luiz; FARIA, Antonio Augusto. O retrato do velho. São Paulo: Atual, 1984.

BEMIS, Samuel Flagg. The Latin-American policy of the United States: An historical interpretation. New York: Norton Library, 1967.

BERGER, Mark T. Under northern eyes: Latin-American studies and U.S. hegemony in the Americas (1898-1990). Bloomington; Indianapolis: Indiana University Press, 1995.

CONNEL-SMITH, Gordon. The United States and Latin America: An historical analysis of Inter-American Relations. London: Heinemann, 1974.

COTLER, Julio C. Latin America and the United States: The changing political realities. Stanford, Calif: Stanford University Press, 1974.

GIL, Federico. Latin-America – United States Relations. Nova Iorque: HBJ, 1971.

JAMES, Leonard F. American foreign policy. Illinois: Scott, Foresman and Company, 1967.

LIJPHART, Arend. Democracies: Patterns of majoritarian and consensus government in twenty-one countries. New Haven: Yale University Press, 1984.

LIPPMANN, Walter. A política exterior dos Estados Unidos. Rio de Janeiro: Atlantica, 1944.

LOWENTHAL, Abraham. La convivencia imperfecta: Los Estados Unidos y America Latina. México: Nueva imagem, 1989.

MAINWARING, Scott. “Presidencialism in Latin América: A review essay”. Latin América Research Review, 25, 1989.

ROGOWSKI, Ronald. “Trade and the variety of democratic institutions”. Internal Organization, 41, 1987.

SILVA, Hélio. Guerra Inevitável. 1939-1942. São Paulo: Editora Três, 1975.

TSEBELIS, George. “Processos decisórios em sistemas políticos: Veto Players no presidencialismo, parlamentarismo, multicameralismo e pluripartidarismo”. Informe Anpocs. Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais. N. 53, dez/1996.

Publicado
2017-12-22
Como Citar
Zagni, R. M. (2017). Armas e jogos. Revista Hades, 1(1), 1-26. https://doi.org/10.34024/hades.2017.v1.7948
Seção
Artigos