Da Informalidade à Economia Popular: distinguindo realidades e conectando abordagens

Autores

  • Luiz Inácio Gaiger Programa de Pós-graduação em Ciências Sociais Universidade do Vale do Rio dos Sinos - Unisinos

DOI:

https://doi.org/10.4013/csu.2019.55.1.10

Resumo

Nas últimas décadas, em vez de diminuir, a informalidade cresceu e impulsionou debates e estudos entre acadêmicos, ativistas e agentes públicos. No entanto, a heterogeneidade dos fenômenos comumente associados ao conceito de informalidade e correlatos, como setor informal e economia popular, tem resultado em uma falta de consenso na literatura atual. Em parte, isso se deve a algumas escolhas teóricas e conceituais que dificultam a formulação de esquemas de análise apropriados para distinguir os vários aspectos da informalidade. O primeiro objetivo deste artigo é esclarecer algumas dessas questões, tais como a compreensão prevalecente das várias realidades que se entrelaçam sob o manto da informalidade apenas contrastando-as com a economia formal, o uso de conceitos abrangentes de pouco valor discriminatório e, ainda, o desconhecimento da pluralidade de lógicas subjacentes às instituições e comportamentos econômicos. Em segundo lugar, o artigo apresenta uma distinção conceitual entre emprego informal e economia informal, bem como uma compreensão mais clara do alcance de conceitos como trabalho informal e economia popular. A fim de capturar essas nuances, adota-se uma perspectiva de baixo para cima, permitindo apreender a economia informal de acordo com suas características específicas, como seus ativos relacionais e o papel desempenhado pelo princípio da domesticidade. Finalmente, o artigo enfatiza a necessidade de reconhecer a pluralidade de lógicas subjacentes à economia, como modo de avaliar adequadamente os significados das práticas econômicas dos setores populares e o seu papel nos processos de desenvolvimento.

Palavras-chave: economia informal; economia popular; OIT

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luiz Inácio Gaiger, Programa de Pós-graduação em Ciências Sociais Universidade do Vale do Rio dos Sinos - Unisinos

Licenciado em História, Mestre e Doutor em Sociologia, é docente do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da Universidade do Vale do Rio dos Sinos, sendo Bolsista de Produtividade do Conselho Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico (CNPq) desde 2000. Tem se dedicado a estudos sobre economia solidária, cooperativismo, formas participativas de democracia, políticas públicas e temas vinculados às desigualdades, tendo publicado vários livros e artigos acadêmicos, além de trabalhos de divulgação (como referências: GAIGER, Luiz et al. (Orgs.). Dicionário internacional da outra economia. Coimbra: Almedina, 2009; GAIGER, Luiz. A descoberta dos vínculos sociais. São Leopoldo: Editora Unisinos, 2016). Com o prof. José Luis Coraggio (UNGS/Argentina), coordena a Rede de Investigadores Latino-americanos de Economia Social e Solidária – RILESS. É codiretor da revista Otra Economía.

Downloads

Publicado

2019-08-19

Como Citar

Gaiger, L. I. (2019). Da Informalidade à Economia Popular: distinguindo realidades e conectando abordagens. Ciências Sociais Em Revista, 55(1), 97–110. https://doi.org/10.4013/csu.2019.55.1.10

Edição

Seção

Artigos