Afinidade, afetividade, organização: processos de mobilização de black blocs

Autores

  • Victor Alves Fernandes 1. Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas - Universidade Federal de Minas Gerais 2. Observatório InCiTe - Inovação, Cidadania, Tecnociência
  • Yurij Castelfranchi 1. Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas - Universidade Federal de Minas Gderais 2. Observatório InCiTe - Inovação, Cidadania, Tecnociência 3. 3. INCT-CPCT - Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia para a Comunicação Pública da C&T

DOI:

https://doi.org/10.4013/csu.2019.55.1.02

Resumo

Investigamos neste trabalho os processos de mobilização de black blocs para eventos deprotesto, baseados na realização de entrevistas semiestruturadas com militantes e observaçãoparticipante. Para isso, em primeiro lugar, localizamos os black blocs no campo doautonomismo, chamando atenção para a pluralidade identitária e cultural autonomista.Em segundo lugar, mapeamos as análises sobre processos de mobilização de black blocs,no Brasil e no exterior. Por fim, analisamos o conteúdo de nossas entrevistas, amparando-nos, por um lado, na literatura especializada e, por outro, nos temas emergentes dasnarrativas dos entrevistados e na experiência etnográfica. Nossos resultados convergempara a criação de três tipos inter-relacionados de mobilização de black blocs, orientados(a) pela articulação de grupos de afinidade; (b) pela organização prévia e sistemáticade blocos; e (c) pela formação espontânea de blocos a partir do compartilhamento deestados afetivos e da interação em redes sociais digitais.

Palavras-chave: Black blocs; mobilização; organização.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-08-19

Como Citar

Fernandes, V. A., & Castelfranchi, Y. (2019). Afinidade, afetividade, organização: processos de mobilização de black blocs. Ciências Sociais Em Revista, 55(1), 12–23. https://doi.org/10.4013/csu.2019.55.1.02

Edição

Seção

Seção Temática: Cultura e Hegemonia no Capitalismo Contemporâneo

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)