Modos de governo na produção de ontologias algoritimizadas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.4013/csu.2023.59.3.05

Palavras-chave:

Ontologia, Algoritmo, Biopoder, Governo

Resumo

Temos como pressuposto que as recentes produções de informações digitais e tecnológicas do fim do século XX e do início do século XXI, aliadas aos avanços da biologia molecular, criam uma nova economia e política dos signos, assim como, novas possibilidades de construção de sujeitos e modos de governo. Há nesse movimento, a configuração de uma nova biopolítica em que os seres humanos têm sido produzidos em meio às suas capacidades de absorção nessas linguagens, promovendo armazenamentos e projeção de vida por meio de algoritmos e linguagem biomolecular. Nesses modos de produção da subjetividade, o ‘eu’ é transmutado em um ‘perfil’, forjado enquanto objeto de governamentalidade. Diante disso, consideramos que tais processos produzem possibilidades ontológicas e de governo, alicerçadas nos atuais modos de produção de informações sobre a sociedade e indivíduos, balizadas, sobretudo, por informações digitais e biomoleculares em práticas de algoritmização da vida no interior do capitalismo contemporâneo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

George Saliba Manske, Universidade do Vale do Itajaí - UNIVALI

Doutor em Educação (UFRGS). Professor do curso de Educação Física e dos Programas de Pós-graduação em Educação (PPGE) e Saúde e Gestão do Trabalho (PPGSGT) da UNIVALI. Líder do Grupo de Estudos e Pesquisas em Estudos Culturais (GEPEC/CNPq).

Santiago Pich, Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC

Pós-doutorado em Educação pela Universidade de Barcelona (UB). Doutor em Ciências Humanas pelo Programa Interdisciplinar em Ciências Humanas (PPGICH) da UFSC. Professor do Departamento de Estudos Especializados em Educação (EED/CED) e do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) da UFSC. Líder do grupo de estudos e pesquisa LAPSB.

Fabio Zoboli, Universidade Federal do Sergipe - UFS

Pós-doutor em Educação do Corpo pela Universidad Nacional de La Plata (UNLP/Argentina). Doutor em Educação pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Professor do Departamento de Educação Física e do Programa de Pós-graduação em Educação (PPGED) da UFS. Membro do Grupo de Pesquisa “Corpo e política”.

Publicado

2024-03-12

Como Citar

Manske, G. S., Pich, S., & Zoboli, F. (2024). Modos de governo na produção de ontologias algoritimizadas. Ciências Sociais Em Revista, 59(3). https://doi.org/10.4013/csu.2023.59.3.05