“Lições sobre os filósofos pré-platônicos” e A filosofia na época trágica dos gregos:

um ensaio comparativo

  • Marcelo Lion Villela Souto Doutorando do Departamento de Filosofia da Universidade Estadual do Rio de Janeiro – UERJ.
Palavras-chave: filósofos pré-platônicos, estilo, verdade

Resumo

Trata-se de uma leitura comparativa envolvendo dois textos em que Nietzsche se dedica a interpretar especificamente o pensamento dos filósofos pré-platônicos: Lições sobre os filósofos pré-platônicos e A filosofia na época trágica dos gregos. Com esse enfoque, o presente artigo pretende apontar para as motivações que promoveram as modificações estilísticas e argumentativas ocorridas nestes textos.

Referências

D’IORIO, Paolo. “La naissance de la philosophie enfantée par l’esprit scientifique” e “Les manuscrits”; in Les philosophes préplatoniciens; Paris, Editions de L’eclat, 1994.

KOFMAN, Sarah. Nietzsche et la scène philosophique. Paris, Union Générale d’Éditions, 1979

NIETZSCHE, Friedrich. Além do bem e do mal: prelúdio a uma filosofia do futuro, tradução de Paulo César de Souza. São Paulo, Companhia das Letras, 1992.

_______. Ecce homo: como alguém se torna o que é. Tradução de Paulo César de Souza. São Paulo, Companhia das Letras, 1995.

_______. A filosofia na idade trágica dos gregos. Tradução Maria Inês Madeira de Andrade. Lisboa, Edições 70, 1995.

_______. Humano, demasiado humano: um livro para espíritos livres. Tradução de Paulo César de Souza. São Paulo, Cia das Letras, 2000.

_______. Les philosophes preplatoniciens. Apresentação e notas: Paolo D’Iorio; tradução Nathalie Fernand. Paris, Editions de L’eclat, 1994.

_______. Kritische Studienausgabe: Sämtliche Werke em 15 Vols. Ed. Organizada por Giorgio Colli e MazzinoMontinari. Berlim/Nova Iorque, Walter de Gruyter, 1980.

Publicado
2019-03-06
Seção
Artigos Originais