Nietzsche

o pluralismo e a pós-modernidade

  • Marco Parmeggiani Marco Parmeggiani Colaborador Honorário do Departamento de Filosofia na Universidade de Málaga.
Palavras-chave: pluralismo, pós-modernidade, perspectivismo

Resumo

A crise da subjetividade foi a problemática que marcou o século XX nas diversas manifestações da cultura e, especialmente, da filosofia. Os fundamentos dessa crise, contudo, encontram-se já no século XIX. Partindo desses pressupostos, o presente artigo objetiva esboçar as linhas básicas do pluralismo como tarefa fundante do pensamento nietzschiano, tanto no âmbito teorético como no da cultura, da sociedade e da antropologia.

Referências

DELEUZE, G. El antiedipo. Capitalismo e esquizofrenia, trad. F. Monge, Barcelona: Paidós, 1985.

DELEUZE, G. & GUATTARI, F. Mil mesetas. Capitalismo e esquizofrenia, trad. Vázquez Pérez, Pre-Textos, Valencia.

DIBELIUS, U. György Ligeti. Eine Monographie in Essays, Schott, Mainz, 1994.

KÜHN, Tratado de la forma musical, trad. M. A. Centenero Gallego, Barcelona: Labor, 1992, p. 29-32.

Publicado
2019-03-06
Seção
Artigos Originais