Schopenhauer, Nietzsche e a crítica da filosofia universitária

  • Jarlee Oliveira Silva Salviano Doutorando em filosofia pela Universidade de São Paulo. Bolsista CNPq
Palavras-chave: Schopenhauer, Nietzsche, Filosofia universitária, Extemporaneidade

Resumo

Temos em Schopenhauer e Nietzsche duas filosofias edificadas à margem do terreno da filosofia universitária, da filosofia de cátedra. Na alvorada do século XXI, numa época em que a discussão sobre o ensino da filosofia ocupa a ordem do dia, as críticas derramadas por eles no borbulhante caldeirão das temáticas relacionadas ao magistério filosófico preservam o frescor de sua atualidade. Trata-se de colocar em evidência o papel do filósofo, o próprio estatuto da filosofia e da relação desta com o Estado e a religião.

Referências

ARANTES, Paulo Eduardo. Cruz Costa, Bento Prado Jr. e o problema da filosofia no Brasil – uma digressão. In: Salma T. Muchail (org). A filosofia e seu ensino. Petrópolis: Vozes; São Paulo: EDUC, 1995. (Série eventos)

BOTUL, Jean-Baptiste. A vida sexual de Immanuel Kant. Trad. Isabel Maria Loureiro. São Paulo: Ed. UNESP, 2001.

DIDEROT, Denis. O sobrinho de Rameau. Trad. Marilena Chauí. São Paulo: Nova Cultural, 1988. (Os Pensadores).

GOMES, Roberto. Crítica da filosofia tupiniquim. São Paulo: Cortez, 1982.

NIETZSCHE, Friedrich Wilhelm. Considérations inactuelles III: Schopenhauer éducateur. In: Ouvres philosophiques completes. Trad. Henri Alexis Baatsch. Paris: Gallimard, 1988.

_______. Sur l’avenir de nos établissements d’enseignement. In: Ouvres philosophiques completes. Trad. Jean-Louis Backés. Paris: Gallimard, 1988.

PALÁCIOS, Gonçalo Armijos. De como fazer filosofia sem ser grego, estar morto ou ser gênio. Goiânia: Ed. UFG, 2000.

SCHOPENHAUER, Arthur. Crítica da filosofia kantiana. Trad. Maria Lúcia M. e O. Cacciola. São Paulo: Abril Cultural, 1980.

_______. Sobre a filosofia universitária. Trad. Maria Lúcia M. e O. Cacciola e Márcio Suzuki. 2 ed. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

Publicado
2019-03-06
Seção
Artigos Originais